Avançar para o conteúdo principal

Viana do Castelo - Espaços de Cultura

Com o aproximar das férias e consequentemente mais disponibilidade dos Vianenses e visitantes, é a altura de se pensar em programas de enriquecimento cultural, pelo que uma boa sugestão (ou melhor, várias) é a de conhecer a variedade dos espaços culturais que a cidade de Viana do Castelo proporciona. Há lugar para todos os gostos.


Biblioteca Municipal (Séc. XXI)
A nova Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, da autoria do arquitecto Siza Vieira, está localizada entre o Rio Lima e o Centro Histórico da cidade.
O edifício ocupa uma área total de 3.130 m2 e desenvolve-se em dois pisos, tendo nos rés-do-chão instalação de serviços técnicos, gabinetes de trabalho e de consulta de reservados, área de depósito, sala polivalente, bar, balcão de atendimento, arrumos e instalações sanitárias. O piso superior tem uma grande sala de leitura e uma secção infantil, salas de trabalho e de multimédia, zonas mais restritas para leitura e ateliês de expressão artística. Este piso tem, também, átrio de recepção, balcão de atendimento e reprografia.
A luz natural inunda os vários espaços, sobretudo os de leitura.


Museu do Traje (Séc. XX)
Situado em pleno centro histórico da cidade, o edifício do antigo Banco de Portugal, alberga, desde 2004, o Museu do Traje que dá a conhecer, a riqueza etnográfica dos tradicionais trajes vianenses. O espólio exposto compreende, igualmente, os utensílios utilizados para a confecção artesanal de peças de vestuário. Além da exposição permanente "A lã e o linho no traje do Alto Minho", o Museu do Traje realiza inúmeras exposições temporárias.


Teatro Municipal Sá de Miranda (Séc. XIX)
Teatro "italiano" dos finais do século XIX, segundo plano do arquitecto João Marques Sardinha. É um edifício sóbrio, com alguns elementos neoclássicos, onde se destaca o tecto abobadado com uma belíssima pintura a fresco da autoria de João Baptista Rio. Possui ainda o pano de boca original, idealizado pelo cenógrafo Italiano Manini e executado por Hercole Lambertini. O Teatro Municipal Sá de Miranda, recentemente restaurado, é sem dúvida o principal espaço cultural da cidade.


O Navio Gil Eannes
O navio-hospital Gil Eannes, construído em Viana do Castelo, em 1955, apoiou, durante décadas, a frota bacalhoeira portuguesa que actuava nos bancos da Terra Nova e Gronelândia. O projecto de reconversão transformou-o em Núcleo Museológico e Pousada da Juventude, proporcionando aos seus visitantes uma experiência inesquecível. Hoje, assume-se como pólo de atractividade para Viana do Castelo, tendo recebido, desde a abertura ao público em 1998, cerca de 400.000 visitantes.


Museu de Arte e Arqueologia / Palacete dos Barbosa Maciel (Séc. XVIII)
Instalado numa distinta mansão senhorial do século XVIII, o Museu de Arte e Arqueologia de Viana do Castelo possui uma das mais importantes e valiosas colecções de faiança antiga portuguesa dos séculos XVII a XIX, que inclui diversas peças da famosa Fábrica de Louça de Viana. Para além de um importante acervo de pintura, desenho e peças de arte sacra, destaca-se a bela colecção de mobiliário indo-português do século XVIII. Neste espaço, é possível ainda descobrir um espólio de azulejaria portuguesa e Hispano-árabe, único na sua variedade e riqueza.

Os textos informativos sobre cada espaço cultural apresentado, foram retirados do site da Câmara Municipal de Viana do Castelo.

Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Viana do Castelo volta a dedicar Feira de Artesanato aos artesãos do concelho

Várias dezenas de artesãos de Viana do Castelo são esperados na Feira de Artesanato da Romaria da Senhora d’Agonia, que assinala 105 anos da sua primeira edição e que vai realizar-se no Jardim Público da cidade, de 06 a 21 de agosto de 2022. As inscrições arrancam hoje através do site oficial www.festasdagonia.com. De acordo com o regulamento da feira, disponível no site oficial em www.festasdagonia.com, esta volta a realizar-se no Jardim Público, promovida pela VianaFestas e pela Comissão de Festas da Romaria da Senhora d’Agonia. As inscrições dos artesãos, de caráter obrigatório, decorrem de 09 de junho até 03 de julho.    Em 2022, a feira vai decorrer de 06 a 16 de agosto das 16:00 às 23:00, passando de 17 a 21 de agosto a ter lugar das 10:00 às 24:00. A Feira-Exposição de Artesanato das Festas de Nossa Senhora d’Agonia remonta a 1917, quando se realizou a primeira exposição de lavores regionais, chegando aos dias de hoje como um evento âncora da cidade, com dezenas de artesãos. A s

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

O Desfile da Mordomia na Romaria d’Agonia

O Desfile da Mordomia é um dos momentos de maior destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Depois de dois anos de ausência daquele número devido à pandemia, na Romaria d’Agonia 2022 é esperado um recorde de participações. Cerca de 800 mordomas (número máximo aceite pela organização) irão estar no desfile que vai decorrer no dia 18 de agosto. Em 2019 participaram no desfile 619 mordomas. O Desfile da Mordomia é considerado a maior montra de trajes e ouro ao ar livre do país. No deste ano, estima-se que o valor total do ouro que as 800 mordomas vão usar (2,5 quilogramas, em média, cada uma), calculado com base no preço atual, atinja os 94 milhões de euros.

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

A estação vai ter um hotel

O presidente da Câmara de Viana do Castelo disse hoje que a estação de comboios da cidade, construída no século XIX, vai ser transformada em hotel por um investidor local e que o projeto está em fase de licenciamento. Em declarações aos jornalistas, no final da reunião camarária de hoje, durante a qual foi questionado sobre o projeto, pela bancada do PSD e da CDU, Luís Nobre adiantou que “a Infraestruturas de Portugal (IP), proprietária do imóvel, entendeu dar uso a um espaço que está devoluto há mais de uma década”. O autarca socialista garantiu que as funções e serviços, atualmente, a funcionar na estação de caminhos-de-ferro “não vão desaparecer, mas serão transferidos para outro local”. “A bilheteira, o bar e outros serviços, vão manter-se. Não podia ser de outra forma. Ninguém ia fazer um investimento de 90 milhões de euros na modernização da Linha do Minho para depois prejudicar esse investimento”, sustentou. Segundo Luís Nobre, o empresário, que já tem uma unidade hoteleira na c