Avançar para o conteúdo principal

Viana vai ganhar novo arruamento

Estas fotos foram tiradas hoje, dia 27.08.2009 e mostram o estado em que se encontram os trabalhos, que depois de concluídos, vão dar origem ao novo arruamento.




O centro de Viana do Castelo vai ganhar um novo arruamento que ostentará o nome do poeta que cantou a cidade: Pedro Homem de Mello. Uma vez concluída, a futura rua ligará a Avenida Afonso III (junto à ponte Eiffel) à Praça D. Maria II (onde se situava o antigo mercado municipal). A autarquia não adianta ainda prazos para a conclusão dos trabalhos. Contudo, afiança tratar-se de obra "que a cidade aguarda há mais de meio século". 
Prevista no programa Polis (ver caixa), a intervenção ganhou contornos reais em finais do ano passado, com a aquisição, pela Câmara Municipal, da terceira e última parcela necessária à abertura do arruamento, que foi, durante décadas, conhecido por rua "projectada à Afonso III". 
Estimada em mais de meio milhão de euros, a aquisição dos imóveis motivou o arranque dos trabalhos de prolongamento da artéria até ao antigo mercado, intervenção que implica, de acordo com o Município, a demolição de dois prédios urbanos, situados na Rua Nova de S. Bento (que será atravessada pela futura rua). Segundo a Autarquia, a Rua Pedro Homem de Mello disporá apenas de um sentido de trânsito. 
Para o Executivo municipal, a obra é tida como "muito importante" para o centro histórico vianense, uma vez que contribuirá para facilitar a circulação "tanto na área do futuro mercado municipal - que a sociedade gestora do Polis de Viana do Castelo (a VianaPolis) pretende erguer no espaço actualmente ocupado pelo prédio "Coutinho" -, como em toda a envolvente". 
O primeiro imóvel necessário ao prolongamento do arruamento foi adquirido pela Autarquia há cerca de dois anos e o segundo em Outubro passado. No caso, as aquisições dizem respeito aos prédios habitacionais que se encontram a ser demolidos para darem lugar à futura artéria. 
Há décadas ansiada, a proposta só viria a ser equacionada pelo programa Polis. Contudo, a obra com vista à criação do arruamento não viria a ser lançada pela sociedade gestora daquele programa, que, apesar de se encontrar ainda em actividade, tem a sua intervenção circunscrita à demolição do prédio "Coutinho". 

Artigo do Jornal de Notícias de 2009.08.27

MAIS VISUALIZADAS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

Mordoma do cartaz da Romaria d’Agonia 2024 escolhida por concurso

Pela primeira vez na história da Romaria d’Agonia a mordoma do cartaz que leva a maior festa popular portuguesa a todo o mundo será selecionada por um júri entre 20 finalistas, todas elas escolhidas entre as concorrentes, abrindo assim espaço para mulheres com idades entre os 18 e os 35 anos participarem. “Qualquer mulher que sinta a nossa Romaria pode concorrer e pode aspirar a ser a mordoma da festa. É uma inovação que introduzimos este ano, pensando em todas as jovens mulheres que alimentam este sonho”, explicou Manuel Vitorino, presidente da VianaFestas, a entidade organizadora das festas da cidade. O novo regulamento para escolha do cartaz da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia vai ser implementado este ano e substitui o modelo anterior, de concurso promovido, que estava em vigor desde 2011, e que implicava escolher o conjunto do autor, do cartaz e da mordoma. No formato para a definição do cartaz da Romaria a estrear este ano, o mesmo passa a contemplar três fases, com qualquer mul

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

“Mercado dos Descobrimentos”, de 07 a 10 de junho

A cidade de Viana do Castelo vai entrar na época dos Descobrimentos e mostrar as riquezas que os portugueses trouxeram do continente americano. Desde o chocolate, ao café, passando pelo milho, pimentos e batatas, até aos perus, os novos produtos e especiarias do outro lado do mundo vieram revolucionar a cozinha portuguesa.   A segunda edição do “Mercado dos Descobrimentos”, de  0 7 a 10 de junho, vai fazer uma ponte histórica e cultural entre os dois lados do Atlântico, com diversos apontamentos musicais, teatrais e de animação, com destaque para o artesanato e a gastronomia.   O Castelo Santiago da Barra e a zona envolvente terão oito diferentes espaços, com um programa de animação itinerante durante mais de 20 horas e a participação de  150  mercadores, artífices, artesãos e regatões, característicos da época dos Descobrimentos ao longo dos quatro dias.    “Voltamos a aliar a história, a animação, a cultura e a gastronomia num único evento que contará com mais de 60 momentos ao longo

Monumento a Viana do Castelo…

A dar as boas vindas a quem chega a Viana do Castelo pelo mar.

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.