Avançar para o conteúdo principal

Jornal ''A Aurora do Lima'' comemora 155 anos

O jornal mais antigo do continente, A Aurora do Lima, de Viana do Castelo, completa hoje 155 anos mas tem a sua sobrevivência ameaçada pelos cortes no porte-pago, admitiu hoje o diretor.
«Se o Estado nos tirar a comparticipação no porte-pago, é para fechar», atirou Bernardo Barbosa, enquanto supervisionava os trabalhos de dobragem, cintagem e colagem do número especial de aniversário.
Atualmente, o Estado comparticipa o porte-pago em 40 por cento, mas mesmo assim o jornal desembolsa por mês cerca de 4500 euros com custos de envio.
«É muito dinheiro, porque a isso há ainda a somar 5000 euros de salários, 2000 euros para a Segurança Social e toda uma série de outras despesas», acrescentou.
Para já, o jornal, que começou por ser trissemanário e que a partir de 1915 passou a sair apenas duas vezes por semana, equaciona passar a semanário, para reduzir custos.
Mais tarde, se o porte-pago acabar, poderá ser também o fim do mais antigo jornal do continente, que sai para as bancas, ininterruptamente, desde 15 de dezembro de 1855.
Nas suas instalações, guarda todos os números entretanto saídos, um «enorme e valioso» espólio publicado, a que se junta um igualmente importante espólio de maquinaria, como uma “Marinoni”, que serviu para a impressão do jornal praticamente desde a sua fundação até meados da década de 50.
Tem igualmente quase todo o tipo de equipamento representativo da sua evolução gráfica, desde o compenedor manual a caixas tipográficas, passando pelas duas «intertypes» da composição a chumbo.
A tiragem atual é de 4300 exemplares, a esmagadora maioria dos quais é enviada por correio para os assinantes, muitos no estrangeiro.
Ao longo destes 155 anos, o jornal conheceu 15 diretores, entre os quais Camilo Castelo Branco, que exerceu o cargo por apenas 55 dias, em 1857, recebendo como «salário» 14 mil e 500 réis.
O jornal ultrapassou todas as convulsões políticas nacionais, mas quase não conseguia superar a censura, tendo mesmo o fecho de portas estado “por um fio” por causa de um artigo que fugiu ao lápis azul, por causa de um artigo que criticava a adoção, por parte dos portugueses, de crianças austríacas, no período pós-guerra.
Bernardo Barbosa, que começou no jornal como «moço de recados», com 8 anos de idade, em finais de 1940, olha com apreensão para o futuro, não só por causa do porte-pago, mas também pela «crescente» falta de hábitos de leitura.
Mesmo assim, no número comemorativo dos 155 anos, o jornal apostou numa nova imagem para «ilustrar» o cabeçalho: abandonou o tríptico monumental da Praça da República de Viana do Castelo e substituiu-o por um nascer do sol, como que anunciando… uma nova Aurora.

Fonte: Rádio Alto Minho (15.12.2010)

Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Viana do Castelo tem 9 praias com Qualidade de Ouro

Praia do Cabedelo (Viana do Castelo) Afife, Amorosa, Arda, Cabedelo, Carreço, Castelo de Neiva, Ínsua, Norte e Paçô, são as nove praias do concelho de Viana do Castelo que a Quercus classificou ontem com “Qualidade de ouro 2016”. A nível nacional, são 382 as praias distinguidas na avaliação da associação ambiental - mais 68 do que no ano passado.  Para receber a classificação de praia com “Qualidade de Ouro”, a água das praias tem que ter uma qualidade EXCELENTE nas cinco últimas épocas balneares de 2011 a 2015.  O objetivo da Quercus é realçar as praias que ao longo de vários anos (cinco), apresentam sistematicamente uma água balnear de qualidade excelente (tendo em conta a classificação da legislação em vigor), e que, nesse sentido, oferecem assim uma maior fiabilidade no que respeita à qualidade da sua água. Conheça as 382 praias com "qualidade de ouro" em 2016, clicando AQUI .

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

É o fim do Edifício Jardim (Prédio Coutinho)

Hoje, 01 JUL 2022, desaparece definitivamente do Centro Histórico da cidade de Viana do Castelo.

“Marginal - Festa no Jardim” arranca a 14 de julho com experiências para toda a família

De 14 a 24 de julho, vai realizar-se no Jardim Público e no Jardim da Marina um evento cheio de experiências diurnas e noturnas para toda a família. Concertos, dança, jogos, showcookings, ateliers, conversas… vão animar a marginal de Viana do Castelo durante 11 dias. Clique na imagem e conheça a programação completa.

O Desfile da Mordomia na Romaria d’Agonia

O Desfile da Mordomia é um dos momentos de maior destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Depois de dois anos de ausência daquele número devido à pandemia, na Romaria d’Agonia 2022 é esperado um recorde de participações. Cerca de 800 mordomas (número máximo aceite pela organização) irão estar no desfile que vai decorrer no dia 18 de agosto. Em 2019 participaram no desfile 619 mordomas. O Desfile da Mordomia é considerado a maior montra de trajes e ouro ao ar livre do país. No deste ano, estima-se que o valor total do ouro que as 800 mordomas vão usar (2,5 quilogramas, em média, cada uma), calculado com base no preço atual, atinja os 94 milhões de euros.