Avançar para o conteúdo principal

Exposição “Anfíbios – Uma pata na água outra na terra”

No Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental de Viana do Castelo, vai estar patente de 21 de Janeiro a 05 de Março de 2011, a exposição “Anfíbios – Uma pata na água outra na terra”.
Produzida pelo CIBIO/DIV - Unidade de Divulgação da Biodiversidade da Universidade do Porto, mostra de forma lúdica e interactiva o mundo desconhecido destes animais misteriosos e o modo como sapos, rãs, salamandras e tritões vivem entre o meio aquático e o meio terrestre ao longo das suas vidas.
Esta exposição serve para dar a conhecer todas as espécies de anfíbios existentes em Portugal, onde habitam, as suas características e como identificá-las, assim como alertar para as principais ameaças à sua conservação.
A não perder.

Vídeo a anunciar esta exposição no CMIA de Viana do Castelo

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Mercado dos Descobrimentos, o novo formato da Feira Medieval, vai realizar-se em junho

A cidade de Viana do Castelo vai recuar 500 anos de 15 a 18 de junho, até ao período dos descobrimentos portugueses, o novo formato da Feira Medieval para aproximar ainda mais a população e os visitantes da história de “Vianna da Foz do Lima”. O primeiro Mercado dos Descobrimentos a realizar-se em Viana do Castelo, pretende ser um espaço de animação e convívio, criado com o objetivo de dar a conhecer ao público residente e visitante, hábitos e costumes característicos da Época dos Descobrimentos. Deste modo, é intenção da VianaFestas recriar um ambiente que nos irá transportar para a Vianna da Foz do Lima, numa época em que o porto desta villa assumiu um papel importante com trocas comerciais, explorando assim a diversidade cultural e gastronómica. Num novo cenário, e continuando-se a fazer uma ligação com o centro histórico desta cidade, o Mercado dos Descobrimentos será realizado no Forte S. Tiago da Barra e na área envolvente. Pretende-se assim, com este evento atingir objetivos lúd

Romaria d’Agonia 2023, de 14 a 22 de agosto

A Romaria d’Agonia vai realizar-se em 2023, pela primeira vez, em nove dias de festa, de 14 a 22 de agosto, face à cada vez maior afluência, distribuindo os vários quadros já emblemáticos, e como forma de potenciar a atração turística de Viana do Castelo. “A festa já se tornou tão grande que justifica mais dias, para podermos dedicar mais atenção aos quadros principais e evitar dias de concentração de vários eventos e até de sobreposição. Espaçando esses quadros será possível dar-lhes mais visibilidade e ao mesmo tempo permitir a quem nos visita poder também usufruir de Viana do Castelo”, explica António Cruz, presidente da Comissão de Festas da Romaria da Senhora d’Agonia. O arranque da festa em 2023 será dado a 05 de agosto, sábado, pelas 16h00, com a abertura da XXI edição da Exposição/Feira de Artesanato da Romaria d’Agonia. O programa oficial de nove dias começa a 14 de agosto, segunda-feira, com a Praça da Música, na Praça da Liberdade, pelas 22h00. Nos dias 15 e 16 de agosto os

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Elevador de Santa Luzia de “roupa” nova, para celebrar o 100.° aniversário

As duas carruagens ganharam um novo visual, apresentando-se agora com nova pintura, diferente da anterior. A lotação de cada carruagem é de 24 passageiros, onze sentados e treze em pé, e, reduzindo estes, podem ser transportadas pessoas em cadeiras de rodas, carros de bebés e duas bicicletas.    O elevador de Santa Luzia foi construído por iniciativa do empresário e engenheiro portuense Bernardo Pinto Abrunhosa e inaugurado a 02 de junho de 1923.

Reconversão da antiga Praça de Touros em Praça Viana deverá estar concluída em julho

A Praça Viana, complexo desportivo apto para a prática de várias modalidades em simultâneo, como ginástica, esgrima, patinagem artística, hóquei em patins e basquetebol, viu o prazo de conclusão da empreitada prorrogado para 30 de julho de 2023, devido à necessidade de trabalhos complementares resultantes de circunstâncias imprevistas. Segundo o executivo vianense, esses trabalhos complementares ascendem a cerca de 170 mil euros. A reconversão da antiga praça de touros de Viana do Castelo, foi iniciada em março de 2021, por 3,7 milhões de euros. Foto: Arquivo / Olhar Viana do Castelo