Avançar para o conteúdo principal

Centro de Mar: Câmara vai investir mais de 5 milhões de euros em projectos de vela, remo e canoagem


A Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou três projectos no âmbito do Centro de Mar. No total, o Posto Náutico de Vela, o Centro Náutico de Remo e o Centro de Canoagem vão custar 5,1 milhões de euros. Foi então aprovada a abertura de concurso público para os três equipamentos desportivos náuticos.
O projecto “Centro de Mar”, aprovado no âmbito do Programa Operacional dos Factores de Competitividade – COMPETE do QREN, tem como missão contribuir para o desenvolvimento económico e social da região. José Maria Costa, autarca de Viana, diz que o objectivo é constituir uma verdadeira região atlântica de qualidade no concelho. O equipamento dedicado à Vela, com um orçamento base de 1.9 milhões de euros, vai nascer na área do Campo d’Agonia. O novo espaço vai ter um hangar e um equipamento social dedicado à vela para pessoas com mobilidade reduzida. Do projecto consta ginásio, zona de apoio, salas de formação e ainda o arranjo de toda a envolvente. No equipamento destinado à Canoagem, a nascer em Darque, estão previstos investimentos de 1.5 milhões de euros, com a construção de três pavilhões que vão dar melhores condições aos atletas e permitir o alargamento da actividade para as escolas e turismo de lazer. No Remo, onde serão investidos mais de 1.7 milhões de euros na requalificação e ampliação da antiga “Fábrica das Boinas” (no Parque da Cidade), irá nascer o Centro Náutico de Remo para os dois clubes vianenses que irão poder ter outras condições, estando previstas instalações adequadas para os seus 75 atletas.

Fonte: Rádio Geice (10.08.2011)

MAIS VISUALIZADAS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Pedro Abrunhosa enche Centro Cultural de Viana do Castelo

Milhares de pessoas juntaram-se, este sábado, dia 17 de fevereiro, em Viana do Castelo, para assistir ao concerto do cantor português Pedro Abrunhosa, que encheu o CCVC e trouxe mensagens de amor e paz, apelando ao fim dos conflitos no mundo.

Espaço relvado da Marina ganhou mais árvores

A arborização urbana pode não ser tudo, mas é um elemento importante para a ação climática das cidades e para ajudar com o desconforto térmico nos dias mais quentes do ano.  A autarquia vianense, iniciou recentemente a plantação de cerca de 570 árvores em ambiente urbano, privilegiando espécies autóctones como os Carvalhos, Tílias, Choupos, entre outras de cariz mais ornamental.

Andando pela cidade…

No segundo espaço verde mais antigo de Viana do Castelo, o Jardim D. Fernando, datado de 1888, está a ser alvo de intervenção uma das principais atrações deste jardim, a taça/cascata e gaiolão que alberga algumas aves.

Gigantones e cabeçudos vieram em 1893 para ficar na tradição

Remonta ao ano de 1893 a introdução dos gigantones e cabeçudos na Romaria da Senhora d'Agonia, em Viana do Castelo. Este costume foi importado da região espanhola da Galiza.  Como manda a tradição, vai acontecer todos os dias (20, 21, 22 e 23 de agosto) da Romaria da Agonia 2015, por volta das 12H00, na Praça da República, a habitual revista de “Gigantones e Cabeçudos”. Os Gigantones e cabeçudos, acompanhados de Grupos de Bombos e Zés P’reiras, transformam-se no número mais ruidoso das Festas de Viana, contagiando todos quantos a ele assistem.