Avançar para o conteúdo principal

Museu do Traje organiza Seminário “Preceito e Inovação”

Destinado a Profissionais de museus, técnicos da área cultural, investigadores e estudantes, vai realizar-se em Viana do Castelo, nos próximos dias 10 e 11 de Fevereiro de 2012 o Seminário “Preceito e Inovação”. 
Este Seminário abrangerá várias iniciativas, comunicações e oportunidades para o debate no Museu do Traje de Viana do Castelo e em alguns dos núcleos museológicos que lhe estão afectos, como os Moinhos de Água (São Lourenço da Montaria), o Núcleo do Pão (Outeiro) e o Núcleo do Sargaço (Castelo do Neiva), bem como na Casa dos Nichos (Viana do Castelo). 
Vão ser oradores: Maria José Guerreiro (Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Viana do Castelo); 
Isabel Victor (IMC/Diretora do Departamento de Museus – RPM); 
João Alpuim Botelho (Chefe da Divisão de Museus da Câmara Municipal de Viana do Castelo)
; Ermano Apparo (Coord. do Curso de Design do Produto – Instituto Politécnico de Viana do Castelo); Graça Ramos (Presidente da Associação Portugal à Mão)
; Nuno Sá Leal (Presidente da Associação Portuguesa de Designers); 
Hélder Dias / Susana Jaques (Objectos Misturados)
; Carlos Eduardo Viana (Realizador | Ao Norte – Audiovisuais)
; Miguel Filgueiras (Realizador); 
Paulo Costa (IMC/Diretor do Departamento de Património Imaterial)
; Clara Cabral (UNESCO)
; António Leal (Diretor Departamento Dinamização Cultural da Câmara Municipal de Viana do Castelo); Leonel Pereira (Departamento de Ciências da Vida – Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade de Coimbra / Investigador do IMAR Instituto do Mar). 
Inscrição: Gratuita | Refeições em Outeiro e em Castelo do Neiva: 20,00 €
; Pré-inscrição: Até 6 de Fevereiro de 2012; 
Número máximo de participantes: 30.

MAIS VISUALIZADAS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

Mordoma do cartaz da Romaria d’Agonia 2024 escolhida por concurso

Pela primeira vez na história da Romaria d’Agonia a mordoma do cartaz que leva a maior festa popular portuguesa a todo o mundo será selecionada por um júri entre 20 finalistas, todas elas escolhidas entre as concorrentes, abrindo assim espaço para mulheres com idades entre os 18 e os 35 anos participarem. “Qualquer mulher que sinta a nossa Romaria pode concorrer e pode aspirar a ser a mordoma da festa. É uma inovação que introduzimos este ano, pensando em todas as jovens mulheres que alimentam este sonho”, explicou Manuel Vitorino, presidente da VianaFestas, a entidade organizadora das festas da cidade. O novo regulamento para escolha do cartaz da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia vai ser implementado este ano e substitui o modelo anterior, de concurso promovido, que estava em vigor desde 2011, e que implicava escolher o conjunto do autor, do cartaz e da mordoma. No formato para a definição do cartaz da Romaria a estrear este ano, o mesmo passa a contemplar três fases, com qualquer mul

Cartaz da Romaria da Senhora da Agonia 2010

Já foram apresentados o cartaz e o programa da Romaria da Senhora da Agonia 2010. Segundo a organização, a edição 2010 que vai decorrer de 20 a 22 de Agosto, vai ter um orçamento de 420 mil euros e são esperados um milhão de pessoas para assistirem à Romaria das Romarias de Portugal.

Viagem no Tempo

Assim era o quotidiano na Ribeira de Viana do Castelo, anos 60 do século XX. Crianças descalças e felizes a brincarem na rua sem horários, sem a supervisão de um adulto, sem preocupações de segurança. 📷 Espólio Severino Costa | Arquivo Municipal de Viana do Castelo

Pormenores de Viana do Castelo

Se passar pela Rua do Loureiro, repare na originalidade deste portão do prédio nº 52.

Gigantones e cabeçudos vieram em 1893 para ficar na tradição

Remonta ao ano de 1893 a introdução dos gigantones e cabeçudos na Romaria da Senhora d'Agonia, em Viana do Castelo. Este costume foi importado da região espanhola da Galiza.  Como manda a tradição, vai acontecer todos os dias (20, 21, 22 e 23 de agosto) da Romaria da Agonia 2015, por volta das 12H00, na Praça da República, a habitual revista de “Gigantones e Cabeçudos”. Os Gigantones e cabeçudos, acompanhados de Grupos de Bombos e Zés P’reiras, transformam-se no número mais ruidoso das Festas de Viana, contagiando todos quantos a ele assistem.