Avançar para o conteúdo principal

Viana na “Corografia Portugueza” em 1706


Como era descrita Viana há 306 anos atrás. 
No ano de 1706 o Padre António Carvalho da Costa, na sua obra “Corografia Portugueza e Descripçam Topografica...“ refere-se a Viana nos seguintes termos: 

“Dez legoas da Cidade do Porto para o Norte, na fóz do cristalino Lima em huma vistosa e alegre planície tem seu assento a notável Villa de Viana, fundada pelos Gallos Celtas 296 annos antes da vinda de Christo em hum alto monte para a parte do Norte, onde hoje está a Ermida de Santa Luzia, de que se mostrão ainda ruínas de edifícios, e casas nobres: chamaraõlhe Viana em memoria de sua pátria Viena, antiga Cidade de França, situada nas margens do rio Rodano. He cercada de fortes muros com cinco portas, a saber, a porta de Santiago, a de S. Pedro, com huma Capella deste Santo, a de S. Felippe com huma Capella de Saõ Crispim, & S. Crispiano, a de Nossa Senhora da Vitoria com sua Capella pela parte de fora, & a de S. Joaõ com huma Capella deste Santo da parte de fora. 
Tem esta Villa três mil vizinhos, & divide-se (à imitação de Lisboa) em os bairros seguintes, a saber, a Villa cercada de muros, o bairro da Bandeira, o da Carreira, o de Monserrate, o da Ribeira, o de S. Bom Homem, o do Postigo, o de S. Bento, & o do Campo do Forno. Todos estes bairros estaõ bem povoados de casas nobres, & tem de comprido meya legoa, que começa da rua do Loureiro até S. Vicente de fora. Tem hum cães de pedraria, que começa no fim da Villa no sitio, que chamaõ o Papanata, & acaba junto da barra no mar largo, co hum reducto no fim, aonde se vão recrear os moradores. Tem na boca da barra huma inexpugnável fortaleza, respeitada das Naçoens estrangeiras, com hum letreiro na porta, que diz: Todo o mundo me temerá, & só o tempo me vencerá: tem muitas peças de artilharia, & hum fosso de lodo à roda, que sorve tudo o que nelle cahe, & fora desta fortaleza tem huma obra exterior muito bem fabricada. 
Foy esta Villa antigamente Cidade Episcopal atè o anno de 610 no qual se unio ao Bispado de Tuy, & depois ao Arcebispado de Braga. Pelo tempo adiáte se arruinou de todo, & de suas ruínas se fundou no anno de 1260 a segunda Vianna por ElRey Dom Affonso o Terceiro no sitio, em que hoje está, o qual lhe deu grandes fóros, & privilégios, sendo sempre favorecida dos Reys de Portugal com grandes liberdades, & isençoens, & na natureza (demais de outras excelencias) na capacidade de seu porto, que chegou a ter mais de cem navios proprios, que navegavaõ a diversas partes. Goza de voto em Cortes com assento no banco quinto, & tem por Armas huma Náo. Foy antigamente cabeça de Condado, cujo titulo deu ElRey Dom Pedro o Primeiro a Dom Joaõ Affonso, filho de Dom Joaõ Affonso, Conde de Ourem: depois ElRey Dom Fernando deu o mesmo titulo a Dom Joaõ Affonso Telles de Menezes, pay de Dõ Pedro de Menezes, primeiro Capitaõ de Ceuta..." 

Clique aqui para ver a descrição completa.

Comentários

Mais visualizadas nos últimos 30 dias

Viana do Castelo com e sem o Edifício Jardim (Prédio Coutinho)

Estas duas imagens não foram manipuladas, são mesmo reais. Já se percebe a mudança na paisagem. Saiu de cena o edifício de 13 andares.

Viana do Castelo volta a viajar no tempo até à época medieval

A Feira Medieval de Viana do Castelo vai voltar às ruas do centro histórico da cidade de 17 a 19 de junho, após a interrupção de dois anos devido à pandemia. A Feira vai contar com um diversificado programa de animação e com a presença de artesãos e restauração. DO PROGRAMA DE ANIMAÇÃO CONSTA NOMEADAMENTE: ANIMAÇÃO ITINERANTE | CORO MEDIEVAL | ESPETÁCULO DE ABERTURA | ESPETÁCULO DE FOGO | CORTEJO DO SÉQUITO REAL | DANÇAS MEDIEVAIS | MÚSICA MEDIEVAL | MARIONETAS | JOGO DO PAU | DEMONSTRAÇÃO  DE VOO LIVRE | BANDA DE GAITEIROS | OUTORGA DO FORAL | OS GUARDAS REAIS | OFICINA DE TIARAS DE FLORES    | JOGOS MEDIEVAIS Consulte a programação completa do evento, com o local e horário de cada animação, clicando AQUI : 

Canhão do século XVIII roubado do interior da Fortaleza de Valença

Um canhão do reinado de D. João V, do século XVIII, pertencente ao Arsenal Real do Exército, foi roubado na madrugada de hoje do baluarte do Socorro, junto à pousada de S. Teotónio, no interior da fortaleza de Valença. Em comunicado enviado às redações, a autarquia da segunda cidade do distrito de Viana do Castelo, adiantou “tratar-se de um magnífico exemplar de armamento bélico, que estava exposto no Baluarte do Socorro, no interior da Fortaleza de Valença”. “Ao que tudo indica, o canhão foi arremessado muralha abaixo, para um patamar intermédio, e novamente atirado para o fosso da fortaleza, onde terá sido recolhido e transportado. Este é um roubo que abrange o património móvel nacional existente na fortaleza de Valença”, refere a nota. A Câmara de Valença “participou a ocorrência à GNR sendo que foi acionada, de imediato, a Polícia Judiciária (PJ) que já esteve no local a recolher provas”. O presidente da Câmara Municipal de Valença, José Manuel Carpinteira manifestou-se “profundame

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.