Avançar para o conteúdo principal

Concessionário quer entregar o parque de estacionamento subterrâneo do Campo d'Agonia, em Viana do Castelo


O concessionário do maior parque subterrâneo da cidade de Viana do Castelo, com 1080 lugares de estacionamento, pretende rescindir o contrato com a VianaPolis e exige um milhão de euros de indemnização. 
A situação foi revelada esta semana pelo presidente da Câmara de Viana do Castelo, que detém 40% do capital social da VianaPolis. Segundo José Maria Costa, a empresa pretende entregar a exploração do Parque do Campo da Agonia e recuperar o investimento feito em 2008.


“Diz que não se cumpriu o que constava do caderno de encargos, aquando do lançamento do concurso público, que era não haver estacionamento público à superfície. Entende que não foram reunidas as condições e pretende entregar o parque e ser ressarcida do seu investimento, de quase um milhão de euros”, explicou.


Esta concessão, por 30 anos, foi adjudicada pela VianaPolis em Abril de 2008 à empresa Estação Viana Shopping Imobiliária, vencedora da hasta pública com a melhor proposta - 900 mil euros -, entre quatro empresas concorrentes.


O Parque do Campo da Agonia, construído ao abrigo do programa Polis de Viana do Castelo, custou 12 milhões de euros, comparticipados em 75% por fundos comunitários, e representa cerca de um terço do total de lugares de estacionamento subterrâneo na cidade.


À superfície, continua a existir o último grande parque de estacionamento gratuito da cidade, numa concorrência directa que o concessionário não aceita.


Segundo José Maria Costa, este caso será resolvido em sede de Tribunal Arbitral, conforme previsto no contrato de concessão com a VianaPolis, encontrando-se em fase de instrução. “A VianaPolis tem os seus argumentos, não vão antecipar decisões nem propostas”, disse o autarca.


O concessionário alega que está a ser vítima da concorrência, o que é visível no facto de um dos dois pisos subterrâneos permanecer encerrado durante grande parte do ano. “Funcionam os dois pisos, mas, por razões de operação, o piso -2 só abre em situações de pico, no mês de Agosto”, afirma José Maria Costa.


Entretanto, a reabilitação da envolvente do Forte de Santiago da Barra, que acabará precisamente com este estacionamento gratuito à superfície, deverá avançar em Setembro, através de um investimento de 2,9 milhões de euros por parte da sociedade Polis do Litoral Norte.


Segundo o autarca de Viana do Castelo, com essa reestruturação à superfície, o estacionamento automóvel passa a ser possível apenas para moradores e para servir as actividades económicas existentes na envolvente do forte.
“Tal como previsto no Plano de Pormenor aprovado pela Câmara, o espaço vai ser valorizado e reduzido, contemplando o estacionamento em algumas excepções”, adiantou o autarca à Lusa.

Texto: LUSA (24.07.2012)

Comentários

  1. Mais uma obra que não visa melhorar a vida de quem vive em Viana ou a de quem lá trabalha.
    Esta cidade tem-se vindo a tornar “pouco amiga”!
    Há um excesso de obra que só visa a ganância de meia dúzia, onde a Câmara também quis ser parte.
    Viana do Castelo tem fracos acessos por transporte público, o que torna quase obrigatório o transporte privado.
    Aquele espaço ou passa a ter um preço quase simbólico, ou quem actualmente estaciona à superfície, vai passar a estacionar na Praia Norte, mas no seu interior é que NUNCA!

    ResponderEliminar
  2. Os elevadores do Parque de estacionamento do campo da Sra. da Agonia não funcionam. Esta situação é já recorrente há mais de um ano. As pessoas com deficiência e as que levam bebés vêem-se obrigadas a uma "ginástica" muito difícil e por vezes perigosa, pois são os próprios seguranças que dizem para ir por uma das rampas de acesso dos automóveis. Se o parque não está em condições de utilização deveria ser temporariamente encerrado.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

O Desfile da Mordomia na Romaria d’Agonia

O Desfile da Mordomia é um dos momentos de maior destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Depois de dois anos de ausência daquele número devido à pandemia, na Romaria d’Agonia 2022 é esperado um recorde de participações. Cerca de 800 mordomas (número máximo aceite pela organização) irão estar no desfile que vai decorrer no dia 18 de agosto. Em 2019 participaram no desfile 619 mordomas. O Desfile da Mordomia é considerado a maior montra de trajes e ouro ao ar livre do país. No deste ano, estima-se que o valor total do ouro que as 800 mordomas vão usar (2,5 quilogramas, em média, cada uma), calculado com base no preço atual, atinja os 94 milhões de euros.

Os rostos, os trajes e o ouro das Mordomas da Romaria D’Agonia

Começou hoje a Romaria da Senhora da Agonia com o tradicional desfile da Mordomia. Centenas de Mordomas percorreram as ruas da cidade envergando os trajes à Vianesa que tão bem identificam Viana do Castelo. Espalharam pela cidade muita beleza, muitos sorrisos, o colorido dos seus trajes e o brilho do ouro, perante milhares de vianenses e visitantes.

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Beleza, cor e ouro no Desfile da Mordomia

Amanhã, sexta-feira (16), primeiro dia da Romaria de Nossa Senhora d'Agonia, em Viana do Castelo, mais de 600 mulheres vão desfilar pelas ruas da cidade com os seus trajes e a sua “chieira”, envolta em peças únicas de ouro tradicional. E assim, Viana do Castelo torna-se na maior montra de ouro e palco de tradições. O Desfile da Mordomia é um momento de grande destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Percurso do Desfile da Mordomia:  Jardins do Antigo Governo Civil, Rua de Aveiro, Rua Nova de Santana, Passeio das Mordomas da Romaria, Avenida Conde da Carreira, Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, Alameda João Alves Cerqueira, Largo Vasco da Gama, Largo Amadeu Costa, Rua da Altamira e Largo de S. Domingos.

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.