Avançar para o conteúdo principal

Teatro Municipal Sá de Miranda acolhe Festival de Artes Performativas


No âmbito da Mostra Sign Viana’2012 – arquitetura, design, artesanato e artes, Viana do Castelo recebe nos dias 6, 7, 13, 14, 20 e 21 de julho de 2012, o Cena Sign - Festival de Artes Performativas. 
Vão ser seis dias repletos de espetáculos, todos eles no Teatro Municipal Sá de Miranda, às 22h00.

Programação: 

Dias 6 e 7 – Anatomia do Piano 
Concepção e produção: Companhia de Música Teatral; Criação Artística: Paulo Maria Rodrigues, Pedro Ramos, Ana Guedes; Intérpretes: Paulo Rodrigues, Pedro Ramos; Coprodução: Casa das Artes; Apoio Fernando Rosado, Pianos. 

Dias 13 e 14 - Danza Ricercata e 27 Ossos 
Danza Ricercata
Um piano, um compositor, uma música, uma pianista, uma coreógrafa, uma bailarina, uma dança, uma música, uma dança, uma música... Quando um pianista toca está sempre implícita uma coreografia, necessária para a execução da música. Esta dança que a pianista faz ao interpretar a música sai como que improvisada, pois o que importa ali é que a música chegue aos ouvintes da forma desejada e os movimentos são deixados como que às ordens do que a música lhe pede. E se esses movimentos forem coreografados?... Esta é a proposta desta peça. Fazer com que os dois lados tenham a mesma importância e que um influencie outro. Pegar nos movimentos que já existem enquanto se toca e exagerá-los ou anulá-los.
Coreografia e direção: Tânia Carvalho; Interpretação ao Piano: Joana Gama; Música: György Ligeti, Música Ricercata,11 pièces pour piano (1951-1953); Produção: Bomba Suicida; Apoio: Alkantara (Lisboa) 
27 Ossos
Quando penso no meu trabalho e no que me dizem as pessoas no final das apresentações, e assim por diante — penso em Solidão. Na medida e no sentido em que somos sós. Na medida e no sentido em que somos uma experiência única, e guardamos dentro de cada um de nós coisas que ninguém mais conhece. Na medida e no sentido em que somos únicos, e todos diferentes uns dos outros. O medo de incompreensão está em todos nós, vive e manifesta-se na sensação de solidão que nos habita. O meu modo de pensar – ao pensar tudo isto – não é o de lançar um olhar “filosófico” sobre a vida, mas antes pensar para chegar a criar: cada um dos espectadores pode olhar para o seu interior, e ver o que possuem de mais íntimo. Tudo o que eu fizer emerge do fundo do meu ser, e, no entanto, possui a capacidade de atingir o ser de um outro. Todo o encadeamento da peça tem presente a imagem de três mulheres cobertas e com máscaras, um toy piano, kabuki e nôh − teatro tradicional japonês.
Direção e coreografia: Tânia Carvalho; Interpretação piano: Joana Gama. Intérpretes: Luís Guerra, Luiz Antunes e Sandra Rosado. Música original: Diogo Alvim. Figurinos: Aleksandar Protic; Caracterização: Tânia Carvalho; Direção técnica som e luz: Zeca Iglesias; Produção e difusão: Sofia Matos e Andreia Carneiro; Produção: Bomba Suicida; Coprodução: Cine Teatro Joaquim D’Almeida (Montijo); Residência artística: O Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo), Cine Teatro S. Pedro (Alcanena) e Teatro Viriato (Viseu). Apoio: Alkantara (Lisboa). 

Dias 20 e 21 – Três Mulheres em Torno de um Piano 
Texto e encenação de Castro Guedes; interpretação Lúcia Maria (gentilmente cedida pelo Teatro Nacional D. Maria II; atrizes: Isabel Francisco e Francisca Lima) Produção: Dogma 12 - Estúdio de Dramaturgias de Língua Portuguesa 

Dias 27 e 28 – Canções de Brecht, Companhia Teatro de Almada 
De Kurt Weill, Hans Eisler, Paul Dessau, Kurt Schwaen, Franz Bruinier, Theodor e Bertolt Brecht; Intérpretes: Luís Madureira (Voz); Teresa Gafeira (Voz) e Francisco Sassetti (Piano); Versões livres para português: Yvette K. Centeno; Luz: José Carlos Nascimento; Direção de montagem: Carlos Galvão; Operação de Luz: Guilherme Frazão.

Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

O Desfile da Mordomia na Romaria d’Agonia

O Desfile da Mordomia é um dos momentos de maior destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Depois de dois anos de ausência daquele número devido à pandemia, na Romaria d’Agonia 2022 é esperado um recorde de participações. Cerca de 800 mordomas (número máximo aceite pela organização) irão estar no desfile que vai decorrer no dia 18 de agosto. Em 2019 participaram no desfile 619 mordomas. O Desfile da Mordomia é considerado a maior montra de trajes e ouro ao ar livre do país. No deste ano, estima-se que o valor total do ouro que as 800 mordomas vão usar (2,5 quilogramas, em média, cada uma), calculado com base no preço atual, atinja os 94 milhões de euros.

Os rostos, os trajes e o ouro das Mordomas da Romaria D’Agonia

Começou hoje a Romaria da Senhora da Agonia com o tradicional desfile da Mordomia. Centenas de Mordomas percorreram as ruas da cidade envergando os trajes à Vianesa que tão bem identificam Viana do Castelo. Espalharam pela cidade muita beleza, muitos sorrisos, o colorido dos seus trajes e o brilho do ouro, perante milhares de vianenses e visitantes.

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Beleza, cor e ouro no Desfile da Mordomia

Amanhã, sexta-feira (16), primeiro dia da Romaria de Nossa Senhora d'Agonia, em Viana do Castelo, mais de 600 mulheres vão desfilar pelas ruas da cidade com os seus trajes e a sua “chieira”, envolta em peças únicas de ouro tradicional. E assim, Viana do Castelo torna-se na maior montra de ouro e palco de tradições. O Desfile da Mordomia é um momento de grande destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Percurso do Desfile da Mordomia:  Jardins do Antigo Governo Civil, Rua de Aveiro, Rua Nova de Santana, Passeio das Mordomas da Romaria, Avenida Conde da Carreira, Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, Alameda João Alves Cerqueira, Largo Vasco da Gama, Largo Amadeu Costa, Rua da Altamira e Largo de S. Domingos.

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.