Avançar para o conteúdo principal

Testes no tabuleiro da ponte Eiffel para resolver piso esburacado


A REFER vai realizar, entre 16 e 25 de julho, "ensaios e testes" no pavimento rodoviário da ponte Eiffel de Viana do Castelo, previstos desde outubro do ano passado, mas por concretizar devido às condições atmosféricas. 
A informação foi transmitida, segunda-feira, na sequência de uma reunião realizada nos últimos dias entre a Câmara Municipal e a REFER, na qual foi transmitida a "preocupação" face ao estado de conservação do tabuleiro e a necessidade de uma "intervenção urgente". 
"Pelo que a REFER nos informou, serão feitas estas provas entre 16 e 25 de julho para depois escolher o material a aplicar no piso. Enquanto decorrerem estes trabalhos, a circulação na ponte será feita de forma alternada, numa única via", explicou o autarca José Maria Costa.
Fonte daquela empresa pública tinha já reconhecido, anteriormente, a necessidade de a operação decorrer com "bom tempo" e "determinadas temperaturas", além da obrigatória ausência de humidade.
"Sob pena de inviabilizar os testes ao novo material que pretendemos realizar, condicionando os resultados desses testes. Temos tudo pronto para fazer essa operação no próximo verão", explicou a mesma fonte à agência Lusa. 
A REFER assume que estes ensaios, com um novo tipo de piso em alternativa ao atual, que se encontra totalmente esburacado, chegaram a estar agendados para outubro passado, mas foram suspensos face à previsão de chuva. 
O objetivo passa por "realizar ensaios e testes no pavimento rodoviário da Ponte Eiffel, com aplicação de soluções, em estudo, em determinados módulos do tabuleiro", operação que deverá desenrolar-se durante uma semana, obrigando a constrangimentos na circulação automóvel. 
O tabuleiro rodoviário é da responsabilidade da REFER e desde 2007, altura em que foi alvo de uma grande intervenção de reabilitação de 15 milhões de euros, que os problemas no piso persistem. 
"Embora com adequadas características técnicas para a função pretendida, [o piso] veio a revelar um deficiente comportamento, com fissuração e descolamento em algumas zonas. Com o objetivo de reparar as deficiências, a REFER recorreu à garantia técnica de obra, tendo o empreiteiro reposto, por duas vezes, uma camada de desgaste do pavimento", explicou a empresa. 
Cinco anos depois, "o problema persiste" e por isso, para "determinar as causas de tal comportamento anómalo e encontrar uma solução para o mesmo", solicitou à Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) "um estudo, análise e ensaio de caracterização daquele material". 
"Identificando possíveis erros de aplicação ou a sugestão de outros materiais para a camada de desgaste, caso o aplicado se revelasse, de todo em todo, incompatível com o tipo de tráfego da ponte", acrescentou a fonte. 
Com este estudo, a REFER "espera estar em condições de calendarizar as intervenções que se entenderem por convenientes". 
Com 133 anos de existência, a ponte Eiffel de Viana do Castelo chegou a fechar à circulação, totalmente, durante 21 meses, para vários trabalhos de reabilitação da estrutura e pilares. No fim da operação, o então ministro das Obras Públicas, Mário Lino, admitiu que a ponte estava em condições de resistir "mais cem anos".

Fonte: JN (10.07.2012)

MAIS VISUALIZADAS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Maior Romaria de Portugal já tem programa

A maior romaria portuguesa apresenta esta quarta-feira o programa oficial de 2024, com nove dias de festa dedicada à Senhora d’Agonia. A edição deste ano da Romaria da Senhora d’Agonia realiza-se de 14 a 22 de agosto, tendo como novidades do programa, a realização do tradicional Desfile da Mordomia, que em 2023 juntou mais de 900 mulheres pelas ruas de Viana do Castelo, no dia 15 de agosto, feriado. Este é um dos quadros mais procurados, na participação e no público para assistir. Pode consultar o programa oficial AQUI .

Já abriu o Parque Ecológico Urbano de Viana do Castelo

A espera foi longa, mas hoje, finalmente, o Parque Ecológico Urbano de Viana do Castelo (PEUVC)  abriu sem restrições!  Com cerca de 20 hectares, o PEUVC foi inaugurado em março de 2008 (desde então recebia apenas visitas guiadas para grupos), passa a estar aberto ao público em geral a partir de hoje, 5 de Junho, Dia Mundial do Ambiente. Localizado na margem direita do rio Lima, o PEUVC é diariamente alimentado pela água salobra da maré e pela água doce da ribeira de S. Vicente. É um espaço preparado para atividades de recreio e lazer, de educação ambiental e conservação da natureza, integrado no Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA). Espaço muito agradável. Vale a pena a visita. HORÁRIO  21 DE MARÇO a 20 DE SETEMBRO  08H00 / 20H00 TERÇA-FEIRA a DOMINGO  21 DE SETEMBRO a 20 DE MARÇO  09H00 / 17H00 TERÇA-FEIRA a DOMINGO ENCERRADO SEGUNDA-FEIRA  1 DE JANEIRO  DOMINGO DE PÁSCOA  1 DE MAIO  25 DE DEZEMBRO  A ENTRADA É GRATUITA

Centro histórico com novo bar

No final da tarde desta sexta-feira, na rua do Poço, Viana do Castelo. Acabou de abrir portas um novo bar, o "Bar Bernard", no centro histórico da cidade.

Enorme “Coração de Viana” de Joana Vasconcelos exposto em Serralves

Uma das obras mais conhecidas e emblemáticas da artista plástica portuguesa Joana Vasconcelos, o "Coração Independente Vermelho”, inspirado no coração de Viana, peça icónica da filigrana portuguesa, está entre as mais de trinta e cinco peças que integram a sua primeira exposição individual em Serralves. A exposição, intitulada “I’m Your Mirror” esteve anteriormente no Museu Guggenheim de Bilbau (Espanha), onde recebeu mais de 640 mil visitantes. Vai estar no Porto, em Serralves, até 24 de junho. A obra "Coração Independente Vermelho”, já esteve exposta no Centro Cultural de Viana do Castelo durante a Romaria d'Agonia de 2014. Joana Vasconcelos foi, nesse mesmo ano, presidente da Comissão de Honra das Festas, tendo participado no cortejo etnográfico e no desfile da Mordomia. Alguns dos trabalhos expostos no Museu e nos Jardins do Parque de Serralves: (Clique na imagem para ver em modo de ecrã inteiro) CORAÇÃO INDEPENDENTE VERMELHO, 2005 | Apresenta-se sob a forma