Estabelecimentos comerciais de Viana que resistem e se renovam, conservando viva a tradição e a fama

Prosseguindo o meu roteiro pela cidade, fotografei para a posteridade, mais três marcantes estabelecimentos comerciais de Viana do Castelo que a voracidade dos tempos modernos não conseguiu (ainda) fazer desaparecer. 
São eles a Casa Meira (venda de calçado), de 1943, Pastelaria Manuel Natário, de 1950 e o Joaquim das Flores, de 1957, que resistem ao tempo e vão fazendo a história da cidade.

Casa Meira, Rua Mateus Barbosa

Joaquim das Flores, Rua da Bandeira

Pastelaria Manuel Natário, Rua Manuel Espregueira

Comentários

  1. Nos tempos que correm, nunca se sabe o dia de amanhã.
    Espero que o Natário se aguente aberto por muitos anos, para eu poder continuar a saborear as célebres Bolas de Berlim. Sou fã desta especialidade do Manuel Natário.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Enorme máquina giratória vai “triturar” mais de 15 mil toneladas de materiais dos 13 andares do prédio Coutinho

Laboratório do mar com minissubmarino e aquário abriu em Viana do Castelo

Morreu a ''PALMIRINHA''

Passagens de nível que já não existem

Já começou o Natal em Viana