Avançar para o conteúdo principal

Nomes das ruas contam a história de Viana

... conheça um pouco mais sobre a história de cada Rua de Viana do Castelo.

AV. DOS COMBATENTES DA GRANDE GUERRA
O topónimo desta artéria central da cidade, alongada desde a Estação do Caminho-de-Ferro até à moderna Praça da Liberdade, evoca os Combatentes da 1ª Grande Guerra.
O projeto da sua construção foi aprovado em 10 de Janeiro de 1917. Em abril estavam já consumadas muitas demolições e combinadas as respetivas expropriações com os outros proprietários. Até final do ano de 1917, ficou acabado toda a sua abertura, embora a conclusão das obras do piso viário e passeios para peões só se verificasse em 1920.
Passados cerca de 80 anos, entre setembro de 1999 e setembro de 2000, a Câmara Municipal empreendeu a sua total remodelação. Às profundas melhorias urbanísticas introduzidas é de assinalar um parque subterrâneo de estacionamento com capacidade para 320 veículos, inaugurado em 16 de dezembro de 2000.

Av. Combatentes da G. Guerra, Viana do Castelo

RUA MAJOR XAVIER DA COSTA
Rua da zona histórica, entre a Rua Nova de Santana e a Rua da Bandeira. Esta velha artéria chamou-se outrora Rua das Capareiras, mais tarde, Rua das Correias e, atualmente Rua major Xavier da Costa.

Quem foi José Xavier da Costa?
Consagra o ilustre vianense José Xavier da Costa, nascido em em 1879, que foi Coronel de Infantaria, reformado e inválido de guerra. Heróico combatente da Batalha de La-Lys, da I Grande Guerra, mereceu os mais altos louvores e condecorações nacionais e estrangeiras. Como homenagem à sua memória, a cidade de Viana do Castelo além de lhe atribuir o seu nome à rua onde se encontra a casa de seus pais, afixou nesta uma lápida e ofereceu-lhe as insígnias da comenda da Ordem da Torre e Espada, com palma, com que foi agraciado, adquiridas por subscrição pública, entre os habitantes desta cidade.

Rua Major Xavier da Costa, Viana do Castelo

Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Viana do Castelo tem 9 praias com Qualidade de Ouro

Praia do Cabedelo (Viana do Castelo) Afife, Amorosa, Arda, Cabedelo, Carreço, Castelo de Neiva, Ínsua, Norte e Paçô, são as nove praias do concelho de Viana do Castelo que a Quercus classificou ontem com “Qualidade de ouro 2016”. A nível nacional, são 382 as praias distinguidas na avaliação da associação ambiental - mais 68 do que no ano passado.  Para receber a classificação de praia com “Qualidade de Ouro”, a água das praias tem que ter uma qualidade EXCELENTE nas cinco últimas épocas balneares de 2011 a 2015.  O objetivo da Quercus é realçar as praias que ao longo de vários anos (cinco), apresentam sistematicamente uma água balnear de qualidade excelente (tendo em conta a classificação da legislação em vigor), e que, nesse sentido, oferecem assim uma maior fiabilidade no que respeita à qualidade da sua água. Conheça as 382 praias com "qualidade de ouro" em 2016, clicando AQUI .

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

É o fim do Edifício Jardim (Prédio Coutinho)

Hoje, 01 JUL 2022, desaparece definitivamente do Centro Histórico da cidade de Viana do Castelo.

“Marginal - Festa no Jardim” arranca a 14 de julho com experiências para toda a família

De 14 a 24 de julho, vai realizar-se no Jardim Público e no Jardim da Marina um evento cheio de experiências diurnas e noturnas para toda a família. Concertos, dança, jogos, showcookings, ateliers, conversas… vão animar a marginal de Viana do Castelo durante 11 dias. Clique na imagem e conheça a programação completa.

Há imenso lixo no porto de pesca de Viana do Castelo

O lixo que se vê nestas imagens não passa de uma amostra, tal é a quantidade de lixo existente em vários pontos do porto de pesca de Viana do Castelo. Esta preocupante realidade parece não incomodar os responsáveis por aquela infraestrutura, pois nada têm feito para a sua remoção.