Avançar para o conteúdo principal

Câmara de Viana anunciou a intenção de candidatar ao próximo quadro comunitário a empreitada do futuro Mercado Municipal

Maqueta do futuro Mercado Municipal de Viana do Castelo
A Câmara Municipal de Viana do Castelo quer avançar com uma candidatura a fundos comunitários no âmbito do próximo Quadro de Referência Estratégica Nacional-QREN para construir o novo mercado municipal. O projeto, que vai incluir uma memória do antigo mercado, é um dos grandes objetivos do executivo municipal para os próximo quatro anos. 
Para a autarquia, o novo mercado municipal é um equipamento necessário no centro histórico e está a aguardar a sua concretização, possível através da concretização do objeto social da VianaPolis, que é a demolição do Edifício Jardim. 
A VianaPolis, que tem dado privilégio às expropriações amigáveis procurando concretizar o seu objetivo e lançando a construção, como previsto, do novo Mercado Municipal, está pendente de decisões judiciais já que, neste momento, das 105 frações que constituem esta propriedade, 47 foram já adquiridas por acordo, 16 pela via litigiosa, encontrando-se suspensas 42 frações. 
Relativamente às quatro ações administrativas especiais intentadas pelos expropriados, onde foi requerida a nulidade do ato administrativo, as decisões até ao momento proferidas em sede do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga e do Tribunal Central Administrativo do Norte negaram provimento ao requerido pelos expropriados, tendo sido julgada conforme o empreendido pela VianaPolis. 
Neste momento, aguarda-se o trânsito em julgado da decisão para que se efetive a ação administrativa, sendo que o executivo municipal aguarda com grande expectativa a resolução em breve dos processos em tribunal, que estão em fase final e os quais a VianaPolis tem vindo a vencer nas instâncias judiciais. 
Neste sentido, a autarquia pretende avançar com uma candidatura ao próximo QREN para concretizar a construção do novo edifício do mercado municipal, um projeto que irá incluir uma memória do antigo mercado, bem como um novo edifício com espaços funcionais privilegiando as atividades económicas complementares, nomeadamente café, posto de turismo e de artesanato local, lojas gourmet, espaço para jovens artesãos e uma ala central para feiras e mostras de produtos agrícolas e regionais. 

Fonte: Gabinete de Imprensa
 da Câmara Municipal de Viana do Castelo

Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

É o fim do Edifício Jardim (Prédio Coutinho)

Hoje, 01 JUL 2022, desaparece definitivamente do Centro Histórico da cidade de Viana do Castelo.

Ponte Eiffel, em Viana, faz 141 anos

Feita em ferro e desenhada no gabinete de Gustave Eiffel, a ponte que liga as duas margens do Lima, entre a cidade de Viana do Castelo e a vila de Darque, foi inaugurada a 30 de junho de 1878, tendo sido construída para substituir a antiga e precária ponte de madeira. A ponte Eiffel de Viana do Castelo foi a primeira ponte rodoferroviária (de dois tabuleiros sobrepostos) construída em Portugal, tem 645 metros de comprimento e dois tabuleiros metálicos, sendo o superior rodoviário, para trânsito automóvel e pedestre, e o inferior ferroviário. (clique na imagem para ver em modo de ecrã inteiro) A Ponte Eiffel de Viana do Castelo (1930/1940)

O Desfile da Mordomia na Romaria d’Agonia

O Desfile da Mordomia é um dos momentos de maior destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Depois de dois anos de ausência daquele número devido à pandemia, na Romaria d’Agonia 2022 é esperado um recorde de participações. Cerca de 800 mordomas (número máximo aceite pela organização) irão estar no desfile que vai decorrer no dia 18 de agosto. Em 2019 participaram no desfile 619 mordomas. O Desfile da Mordomia é considerado a maior montra de trajes e ouro ao ar livre do país. No deste ano, estima-se que o valor total do ouro que as 800 mordomas vão usar (2,5 quilogramas, em média, cada uma), calculado com base no preço atual, atinja os 94 milhões de euros.

Viana do Castelo com e sem o Edifício Jardim (Prédio Coutinho)

Estas duas imagens não foram manipuladas, são mesmo reais. Já se percebe a mudança na paisagem. Saiu de cena o edifício de 13 andares.