Avançar para o conteúdo principal

Casa Manuel Espregueira e Oliveira: Um bom exemplo de recuperação de um edifício histórico


Situada mesmo no Centro Histórico da cidade de Viana do Castelo, a Casa Manuel Espregueira e Oliveira, construída no século XIX, é uma antiga casa de família totalmente recuperada e adaptada para Turismo de Habitação. Esta Casa continua a exibir todo o seu antigo esplendor, depois de restaurada com elevado cuidado, conserva a fachada do edifício original. Renovada e decorada com o conforto de uma habitação contemporânea, alia ao charme a alma de uma casa com tradição. 
Hoje, a Casa Manuel Espregueira e Oliveira é constituída por um equipamento de excelente qualidade em pleno centro histórico, com seis suites, biblioteca, salão nobre, salão de jantar, varanda com vista para Santa Luzia, salão de eventos, auditório e jardim. 

Um pouco da história desta Casa: 

 “A Casa Manuel Espregueira e Oliveira foi adquirida em 1900 pelo ilustre Dr. Luíz Augusto de Oliveira, médico, militar e um grande colecionador de obras de arte. Habitou-a com a família até à sua morte, em 1927, tendo sido entregue por herança ao seu filho, Manuel Espregueira e Oliveira, também ele figura ilustre e benemérito da cidade de Viana do Castelo. Foi ele que, para cumprir a vontade de seu pai, doou por testamento ao Museu Municipal de Viana do Castelo em 1949, todo o recheio, composto por valiosas peças de arte, de faiança, de mobiliários de vários estilos e telas que, ainda hoje, podem ser encontradas no Museu de Artes Decorativas de Viana do Castelo, no Largo de S. Domingos, depois de transferidas após o falecimento de Manuel Espregueira e Oliveira, em 1953. Os atuais proprietários adquiriram a casa em 2004. Sentindo a necessidade de a reconstruir por se tratar de uma valiosa obra de arte, mas também porque poderia ser uma mais-valia para a cidade para poder ser visitada por todos os que apreciam a arte, a história e a cultura, os proprietários apostaram no Turismo de Habitação”.

Saiba mais AQUI 

Comentários

  1. Excelente exemplo de recuperação de edifício histórico. Pena não ser seguido por outros na nossa cidade. Parabéns e bons negócios para os promotores da Casa Manuel Espregueira e Oliveira.

    ResponderEliminar
  2. Diga a formula se faz favor para conseguir sucesso num empreendimento identico como este .
    Tenho um projeto identico mas falta-me o principal.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Já pouco resta…

Viana do Castelo, 16 de maio de 2022. Já pouco resta do Edifício Jardim, mais conhecido por Prédio Coutinho.

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Cortejo académico converte ruas de Viana em palco de festa

O Cortejo Académico do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), marcado pela amizade, alegria e cerveja - mui­ta cerveja - animou hoje várias ruas da cidade. Entre saltos e cantoria, milhares de alunos, a pé ou em carros alegóricos, tornaram o cortejo “molhado”, dando “banhos” de cerveja uns aos outros.

Vegetação toma conta do Castelo de Santiago da Barra

Derivado ao interesse histórico e cultural, é urgente que se proceda de imediato à limpeza da vegetação, quer no interior quer na envolvente do Castelo de Santiago da Barra, por forma a dignificar a imagem do monumento e possibilitar o seu usufruto pelos cidadãos de Viana do Castelo e pelos turistas, nacionais e estrangeiros. A vegetação cresce sem qualquer controlo (em alguns sítios chega a alcançar mais de 1 metro de altura), impossibilitando muitas vezes a circulação pelo mesmo. Em julho de 2021, o presidente do Turismo do Porto e Norte disse, em declarações à LUSA, que a reabilitação, por mais de um milhão de euros, do Castelo Santiago da Barra, em Viana do Castelo, onde se encontra instalada a sede da entidade, vai ser candidatada a fundos europeus.  Enquanto esses fundos europeus não chegam para que seja feita essa intervenção mais profunda, era importante que, entretanto, o TPN mandasse efetuar mais vezes o corte da vegetação e limpeza, de modo a evitar o aspeto degradante que a

Cartaz da Romaria d’Agonia 2022 com 60 propostas a concurso

Sessenta trabalhos concorrem ao prémio de melhor cartaz da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia de Viana do Castelo de 2022. O vencedor, para além de ver o seu trabalho utilizado para a divulgação pública da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia 2022 a nível Nacional e Internacional, será contemplado com um prémio monetário no valor de 750,00€.  O resultado do concurso vai ser conhecido no dia 26 de maio. A Romaria d’Agonia deste ano vai realizar-se em Viana do Castelo de 17 a 21 de agosto. (Na imagem são mostrados os cinco últimos cartazes vencedores, 2017 a 2021)