Avançar para o conteúdo principal

Escola Frei Bartolomeu dos Mártires substituída por nova que custa 11,7 ME

A Câmara de Viana do Castelo vai lançar a concurso público, por mais de onze milhões de euros, a obra de substituição da Escola Frei Bartolomeu dos Mártires, que a própria autarquia admite ter "péssimas condições". 
A proposta da maioria socialista que lidera a Câmara, à qual a Lusa teve hoje acesso, prevê um prazo para a construção da "nova" EB1,2,3 Frei Bartolomeu dos Mártires de 18 meses. 
O lançamento do concurso público internacional para esta obra, com um preço base de 11,7 milhões de euros, será discutido e votado em reunião do executivo municipal, esta quinta-feira. 
A autarquia, liderada desde 2009 pelo socialista José Maria Costa, tinha já definido, anteriormente, que a substituição daquela escola era "uma das grandes prioridades", por funcionar em "péssimas condições". 
Esta chegou a integrar a lista oficial do Ministério da Educação e Ciência (MEC) das escolas com cobertura de fibrocimento (com amianto), material perigoso que ainda não foi removido pela perspetiva de realização de obras. 
Precisamente na mesma reunião do executivo municipal - que decorrerá à porta fechada, a partir das 18:00 - será discutido um voto de protesto apresentado pela oposição (CDU) face ao "atraso" nestas obras e, nomeadamente, na remoção desta cobertura. 
A construção da nova escola, processo a conduzir pela autarquia e pelo MEC, deverá ser comparticipada por fundos comunitários e permitirá ainda a fusão de três níveis de ensino no mesmo espaço, no centro da cidade de Viana do Castelo. 
A atual escola Frei Bartolomeu dos Mártires data de 1980 e, segundo fonte do estabelecimento de ensino, "sofre atualmente de um problema de sobrelotação", distribuindo-se por cinco pavilhões que, "pese embora o cuidado posto na sua manutenção e conservação, evidenciam o natural desgaste decorrente da sua utilização". 
Além da beneficiação da atual escola, ao futuro espaço será acrescentada a valência de primeiro ciclo, com a prevista desativação da Escola do Carmo, também no centro da cidade. 
Passará a receber, de acordo com a estimativa de 2011, cerca de 800 alunos em 38 turmas. 
"A vantagem é que os alunos da antiga escola primária poderão também utilizar a cantina, o pavilhão desportivo e algumas áreas mais tecnológicas através desta partilha de espaços", disse, em novembro de 2011, o autarca José Maria Costa. 

Fonte: Agência Lusa (19.02.2014)

Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Seis pirogas encontradas no rio Lima em Viana do Castelo classificadas "tesouro nacional"

  O Governo aprovou hoje, em Conselho de Ministros, o decreto que classifica, como conjunto de interesse nacional diversos bens móveis arqueológicos náuticos e subaquáticos, sendo-lhes atribuída a designação de "tesouro nacional": as seis pirogas monóxilas provenientes de recolha arqueológica subaquática realizada no rio Lima, em Viana do Castelo; os três astrolábios provenientes de recolha arqueológica subaquática realizada em São Julião da Barra, e os dez canhões provenientes de recolha arqueológica subaquática, realizada na Ponta do Altar. As pirogas monóxilas são embarcações construídas a partir de um único tronco de árvore, neste caso de carvalho. Este conjunto apresenta um interesse arqueológico e patrimonial muito relevante enquanto testemunho notável da navegação em Portugal, e da travessia do Rio Lima em particular, desde a Idade do Ferro até à Baixa Idade Média. A dimensão do conjunto e de cada exemplar (uma delas com quase 7m de comprimento), o seu estado de conser

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Carnaval sem desfile tradicional mas com várias iniciativas para celebrar

Em Viana do Castelo, apesar da não realização do tradicional desfile e, para manter o espírito “folião”, o Carnaval vai festejar-se durante cinco dias (17 a 21 de fevereiro) marcados por DJ’s na Praça da República, concurso de máscaras, animação, motivos alegóricos na Praça da República, entre outras iniciativas. PROGRAMA 17 DE FEVEREIRO (sexta-feira) > 10h00 – 13h00 / 14h00 – 20h00 | Viagem de comboio turístico (para crianças) > 11h00 | Dança de Hip-Hop (Ana Coelho) > 10h00 – 13h00 | Dança e construção de fitas de dança criativa 18 DE FEVEREIRO (sábado) > 10h00 – 13h00 / 14h00 – 20h00 | Viagem de comboio turístico (para crianças) > 11h00 | Aula de Dancehall (Eduarda Silva) > 17H30 | 1º Edição da Corrida de Carnaval > 16h00 – 19h00 | Animação infantil (atelier de adereços de carnaval – espadas e varinhas de condão) > 22H00 | Concurso de Máscaras > 22H00 | DJ’s na Praça da República 19 DE FEVEREIRO (domingo) > 10h00 – 13h00 / 14h00 – 20h00 | Viagem de combo

Viana de Outros Tempos

Assim era a Praça da República nos anos 60 do século XX. Espólio de Severino Costa | Arquivo Municipal de Viana do Castelo

Olha que três!

Esta foto tem a particularidade de permitir contemplar um dos mais belos enquadramentos arquitetónicos da cidade. O Chafariz-Estátua de Viana, no seu enfiamento, num plano superior a Capela das Malheiras e no alto do monte de Santa Luzia, o Santuário do Sagrado Coração de Jesus (Templo de Santa Luzia).