E porque hoje é o Dia Mundial da Poesia…

... sugiro que leiam algumas estrofes da “Canção de Viana” do poeta Pedro Homem de Mello. 
Nesta e muitas outras letras, o poeta mostra a sua enorme paixão pelo Alto-Minho e à bonita cidade de Viana do Castelo. Pedro Homem de Mello um nome intimamente ligado a Viana do Castelo, especialmente à localidade vianense de Afife, onde tinha residência no Convento de Cabanas, que era o seu refúgio e lugar de inspiração para a escrita. 

A minha terra é Viana! 
Sou do monte e sou do mar. 
Só dou o nome de terra 
Onde o da minha chegar! 

Ó minha terra vestida 
Da cor da folha da rosa! 
Ó brancos saios de Perre 
Vermelhinhos da Areosa! 

Virei costas à Galiza; 
Voltei-me antes para o mar… 
Santa Marta! Saias negras 
Têm vidrilhos de luar! 

Dancei a Gota em Carreço, 
O Verde Gaio em Afife 
Dancei-o devagarinho 
Como a lei manda bailar! 

Virei costas à Galiza; 
Voltei-me então para o Sul… 
Santa Marta! Saias Verdes… 
Deram-lhe o nome de azul… 

A minha terra é Viana 
São estas ruas estreitas 
São os navios que partem 
São as pedras que ficam. 
É este sol que me abrasa, 
Este amor que não me engana, 
Estas sombras que me assustam… 
A minha terra é Viana.

Releia o poeta ouvindo a voz da fadista Elsa Gomes a cantar esta letra em Viana do Castelo

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Desconstrução do prédio Coutinho em Viana do Castelo estimada para setembro ou outubro

World Navigator, construído em Viana

Coroas de flores na Praça assinalam tradição das Maias

Já foi a mais comprida do mundo

Há lixo acumulado há muitos anos em embarcações degradadas no porto de pesca de Viana do Castelo