Avançar para o conteúdo principal

Quando a Ponte deixa de ser uma passagem

Construída ao abrigo do programa Polis de Viana do Castelo, a ponte móvel pedonal e ciclável que permite a continuidade da ciclovia ao longo de toda a frente ribeirinha, possibilitando a passagem de peões e bicicletas entre o antigo Complexo da Marina e as docas de recreio, encontra-se há mais de seis meses inoperacional devido a uma avaria "eletromecânica" no equipamento. 
Recorde-se que, em novembro do ano passado, uma fonte da Administração do Porto de Viana do Castelo (que tem a responsabilidade da sua manutenção e conservação) adiantou que a obra de reparação já estava adjudicada, devendo os trabalhos arrancar a qualquer momento. Até hoje nada.
Ao contrário daquela velha canção que diz que “A ponte é uma passagem...”, esta é uma paragem. 
A ponte móvel pedonal de Viana do Castelo inaugurada em 2007, resultou de um investimento de 1,2 milhões de euros. É uma obra da autoria do arquiteto Rui Martins, que se inspirou na referência visual dos mastros das velas.

Comentários

  1. Mais de 1 milhão de euros deitados ao lixo,sim repito para o lixo, pois que de util não tem tido nada,mas é linda e valeu a pena o gasto segundo os entendidos e laureados...só nesta terrinha.

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente esta não é a única ponte vianense que é um obstáculo - também uma "projetada" pelo sr Eiffel, passa muito tempo fechada. E talvez por depender dos srs dos comboios parece haver gozo no seu fecho! Não podia a manutenção ser rápida(como aconteceria num país produtivo), ou faseada por faixas (se fosse feita por alguém amigo das pessoas). Toma lá um mês (esperemos!) que é por pagares impostos!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 30 dias

Viana do Castelo volta a viajar no tempo até à época medieval

A Feira Medieval de Viana do Castelo vai voltar às ruas do centro histórico da cidade de 17 a 19 de junho, após a interrupção de dois anos devido à pandemia. A Feira vai contar com um diversificado programa de animação e com a presença de artesãos e restauração. DO PROGRAMA DE ANIMAÇÃO CONSTA NOMEADAMENTE: ANIMAÇÃO ITINERANTE | CORO MEDIEVAL | ESPETÁCULO DE ABERTURA | ESPETÁCULO DE FOGO | CORTEJO DO SÉQUITO REAL | DANÇAS MEDIEVAIS | MÚSICA MEDIEVAL | MARIONETAS | JOGO DO PAU | DEMONSTRAÇÃO  DE VOO LIVRE | BANDA DE GAITEIROS | OUTORGA DO FORAL | OS GUARDAS REAIS | OFICINA DE TIARAS DE FLORES    | JOGOS MEDIEVAIS Consulte a programação completa do evento, com o local e horário de cada animação, clicando AQUI : 

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

Viana do Castelo com e sem o Edifício Jardim (Prédio Coutinho)

Estas duas imagens não foram manipuladas, são mesmo reais. Já se percebe a mudança na paisagem. Saiu de cena o edifício de 13 andares.

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Demolição completa com fim à vista

Viana do Castelo, 21 de junho de 2022, Edifício Jardim (Prédio Coutinho).