Avançar para o conteúdo principal

Candidata a Miss Universo desfila com traje regional de Viana

Patrícia da Silva, de 24 anos, nascida na Suíça e filha de pais portugueses, representante de Portugal no conceituado concurso de beleza, usou, na Gala Preliminar, durante o desfile para a Prova de Trajes Tradicionais, um fato típico de Viana do Castelo. 
A grande final da edição deste ano do concurso Miss Universo acontece este domingo, dia 25, na Arena da Universidade Internacional da Florida, em Miami, nos Estados Unidos.

Comentários

  1. Ideia interessante !
    Só falha por um pormenor a expressão da pessoa não é natural , mas sim forçada .
    Desejo as maiores felicidades à concorrente .
    Ao autor da ideia os meus sinceros parabéns.
    Quanto a pormenores de vestimenta deixo-os para o "expert " e mestre Bul-tê-lho All-Puim .

    ResponderEliminar
  2. José Manuel Pires23 fevereiro, 2015 21:46

    No dia 21 de fevereiro em Santa Marta de Portuzelo realizou-se uma tertúlia sobre o tema " Autenticidade no trajar , património a defender " na Sede do Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo.
    Foram intervenientes o Eng. Manuel Augusto Almeida, O inspetor António Lopes Pires, a Senhora Laura Maria Balsemão Campos e a Dra. Maria Graça Ramos, e o Senhor Ilídio Ramos.
    Apesar de o tema abordar matérias sensíveis. Temos de aceitar opiniões. O local e a casa convidava o publico em geral para a discussão de temas regionais.
    Há pontos de vista que na área etnográfica , não se compadecem com a historia dos trajes e costumes .
    Temos de ouvir , trocar ideias, falar , e tirar conclusões.
    Para os bairristas é difícil aceitar certas verdades.
    Entre o publico em geral , notei a ausência dos historiadores da nossa terra .
    As pessoas que regularmente abordam estes assuntos, colaboram em livros. Foi pena que se esquecessem deste importante debate.
    Onde estava o senhor João Alpuim Botelho, Benjamim Pereira, António Medeiros e outros com responsabilidades acrescidas nestas matérias . Estes mestres,foram intervenientes na publicação de um livro ?
    A sua ausência foi notada.
    O tema e cartazes estavam bem publicitados na nossa cidade . Apesar de algumas pessoas terem sido convidades ,alguns recusaram-se a participar na discussão do tema. Sabendo estes que estavam na palestra pessoas com valor , com muitos conhecimentos na área etnográfica, bem documentados, e que o tema a abordar seria polémico.
    Todavia têm toda a legitimidade e estão no direito de recusar a participar .
    Não gostei da atitude da Dra. Graça , sabendo que fora convidada para a palestra e interveniente na mesa , desculpou-se que tinha de ir embora para o Porto e ausentou-se logo no inicio do debate.
    Quando foi convidada sabia bem para onde ia !
    Compreendi a sua atitude .
    Apesar de tudo gostei de ouvir os intervenientes. Fiquei atento a alguns assuntos focados. Fato de Dó, o fato de lavradeira.
    Claudio Basto autor do livro "traje á vianesa ", foi tema em debate . Feita análise da sua obra , resumidamente, foi comentado que o fato à Vianesa descrito na obra se apresenta duma forma confusa.
    Estes temas são necessários , a critica também faz falta para não se adulterar a verdade.
    Alguém disse em dado momento na tertúlia " dum ponto se faz um conto ". O traje à vianesa como tema tinha duas vertentes o campo cultural e o campo etnográfico. Na parte cultural há muito a desenvolver e a investigar. Na parte etnográfica somos bem ricos nesta matéria. Como regularmente se está habituado abordar os temas regionais e etnográficos, sempre da mesma maneira, e os interlocutores serem sempre os mesmos. É difícil aceitar mudanças e correções.
    Espero voltar a rever este tema que poderia dar pano para mangas e estar-se a falar-se horas a fio Apesar de a tertúlia ter acabado às 2 horas da Manhã o tema não tinha fim, muitos assuntos eram pertinentes. Foi pena não se ter abordado o fato de Meia Senhora e a sua verdade histórica.
    Parabéns a comissão organizadora pela iniciativa e coragem em convidar especialistas em etnografia de fora da terra.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

O Desfile da Mordomia na Romaria d’Agonia

O Desfile da Mordomia é um dos momentos de maior destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Depois de dois anos de ausência daquele número devido à pandemia, na Romaria d’Agonia 2022 é esperado um recorde de participações. Cerca de 800 mordomas (número máximo aceite pela organização) irão estar no desfile que vai decorrer no dia 18 de agosto. Em 2019 participaram no desfile 619 mordomas. O Desfile da Mordomia é considerado a maior montra de trajes e ouro ao ar livre do país. No deste ano, estima-se que o valor total do ouro que as 800 mordomas vão usar (2,5 quilogramas, em média, cada uma), calculado com base no preço atual, atinja os 94 milhões de euros.

Os rostos, os trajes e o ouro das Mordomas da Romaria D’Agonia

Começou hoje a Romaria da Senhora da Agonia com o tradicional desfile da Mordomia. Centenas de Mordomas percorreram as ruas da cidade envergando os trajes à Vianesa que tão bem identificam Viana do Castelo. Espalharam pela cidade muita beleza, muitos sorrisos, o colorido dos seus trajes e o brilho do ouro, perante milhares de vianenses e visitantes.

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Beleza, cor e ouro no Desfile da Mordomia

Amanhã, sexta-feira (16), primeiro dia da Romaria de Nossa Senhora d'Agonia, em Viana do Castelo, mais de 600 mulheres vão desfilar pelas ruas da cidade com os seus trajes e a sua “chieira”, envolta em peças únicas de ouro tradicional. E assim, Viana do Castelo torna-se na maior montra de ouro e palco de tradições. O Desfile da Mordomia é um momento de grande destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Percurso do Desfile da Mordomia:  Jardins do Antigo Governo Civil, Rua de Aveiro, Rua Nova de Santana, Passeio das Mordomas da Romaria, Avenida Conde da Carreira, Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, Alameda João Alves Cerqueira, Largo Vasco da Gama, Largo Amadeu Costa, Rua da Altamira e Largo de S. Domingos.

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.