Avançar para o conteúdo principal

Intervenção da Polis Litoral Norte na praia de Afife

A Polis Litoral Norte - Sociedade para a Requalificação e Valorização do Litoral Norte está a requalificar e valorizar a praia de Afife, no concelho de Viana do Castelo. 
Já são visíveis novos corredores pedonais, zonas de circulação automóvel, espaços para parque automóvel, novos passadiços pedonais de acesso ao areal, nova iluminação pública, plantação de árvores, arbustos e novo mobiliário urbano. 
Toda a estacaria que se vê nas imagens servem para delimitar os diversos locais de estacionamento.

(clique na imagem para ampliar e ver melhor)









Comentários

  1. Penso que não havia necessidade de tanta estaca para delimitar os vários espaços de estacionamento. É uma grande confusão. Não era preciso complicar.

    ResponderEliminar
  2. Parabens pela requalificação da praia, mas não havia necessidade! Agora pergunto: para que raio é a estacaria que ali foi plantada? Por que se gastou dinheiro a pôr pauzinhos num parque de estacionamento, quando meia dúzia de guias e uns traços brancos fazem o efeito desejado mais economicamente. O sr arquitecto está a fazer algum portfolio com o esbanjamento de dinheiros públicos? Sejam práticos, económicos e deixem-se de projectos abstrusos e cheios de floreados académicos. O dinheiro custa a ganhar e também deve custar a gastar!

    ResponderEliminar
  3. Demasiada estacaria... bom para danificar os carros e os chapeiros a lucrar!E os autocarros?

    ResponderEliminar
  4. Parece que passou um furacão no local . Apenas restam os despojos.
    Sempre a inventarem , coisas sem graça nenhuma .
    Vão lá entender estes modernistas que querem fazer coisas loucas !

    ResponderEliminar
  5. Deve haver forte razão para esta plantação. Funcional não parece. Estética, tão pouco. Será uma "instalação" baseada no pinhal do Camarido?

    ResponderEliminar
  6. Estive lá hoje...é um exagero a estacaria!!!otimo para danificar carros... Preferivel um estacionamento simples e certamente mais economico. Os acessos à praia (escadas) tem declive muito acentuado. Pessoas com limitaçoes fisicas não poderão faze-lo por ali. Ficam a mirar a praia... Resumindo...má gestão dos dinheiros publicos.
















































    ResponderEliminar
  7. Embora haja uma entrada e duas saídas, nestas não há qualquer sinal de transito proibido.
    Vai originar uma confusão terrível, já que a sinalização no pavimento só é perceptível depois de lá estar.
    Para quando as unidades de apoio à praia? E as casas de banho?
    E a delimitação do espaço de estacionamento para roulottes e autocarros?
    A localização dos chuveiros, logo na entrada de acesso para os utentes da praia, vai originar a que tomem banho mesmo antes de chegar ao mar.
    As pessoas com limitações físicas, limitar-se-ão a ver o mar?
    Qual o acesso para elas? Será que a obra de arquitetura foi elaborada por quem conhecia o que é o litoral norte, quer de verão, quer de inverno?
    Como é possível que o piso do estacionamento, seja naquele material?
    De inverno será um lamaçal, de verão as poeiras irão originar autenticas areias do deserto.
    Penso que ainda se irá a tempo de minimizar alguns erros cometidos.
    Assim haja vontade para o fazer.

    ResponderEliminar
  8. Afifenses abram os olhos ...
    Estacas, destacados e esbanjadores, já existem muitos em Portugal ...
    Candidatem o estacionamento ao Guiness e com certeza, irão nele constar ...
    Mas da estupidez ...

    ResponderEliminar
  9. Que credibilidade merece quem faz esta
    asneira

    ResponderEliminar
  10. Incompetência de um executivo camarário incompetente... não me surpreende.
    Passem por lá agora para ver como está... levem as galochas.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Corte de árvore no Jardim Público

Talvez por se encontrar com problemas, e no sentido de garantir maior segurança aos utentes do Jardim Público Marginal da cidade de Viana do Castelo, está a ser cortada uma árvore de grande porte. Neste que é o espaço verde mais antigo da cidade, datado de 1881, existem mais de 150 árvores, na sua maioria tílias.

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Escadório de Santa Luzia

A Basílica de Santa Luzia, situada no alto do monte com o mesmo nome, é o monumento mais conhecido e visitado da cidade de Viana do Castelo. Para lá chegar tem três opções: a estrada, o funicular ou o escadório. Quem optar pelo funicular, fará um percurso de 650 metros, vencendo um desnível de 160 metros, numa viagem com duração de aproximadamente 7 minutos. Quem se sentir atraído a ir a pé pelo escadório, terá que subir 659 degraus. Subir esta escadaria não é assim tão difícil, basta ir com calma, parando quando o cansaço aparecer. Veja algumas fotografias do escadório de Santa Luzia.

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

Convite a sentar…

…e contemplar o mar, no interior do Castelo de Santiago da Barra junto ao farol que começou a funcionar no ano de 1888.