Avançar para o conteúdo principal

Praça de touros de Viana não vai ser demolida. Passa a pavilhão desportivo em 2016


Ginástica, esgrima, patinagem artística, hóquei em patins e basquetebol são algumas das modalidades que vão existir no pavilhão desportivo.
A reconversão da antiga praça de touros de Viana do Castelo em pavilhão desportivo vai começar em 2016 e não implicará a demolição do imóvel desactivado há seis anos, disse esta quarta-feira à agência Lusa o autarca local. "Espero ter o projecto pronto até final deste ano para execução em 2016. A praça de touros terá uma função desportiva e o nosso parceiro será a Escola Desportiva de Viana (EDV). Juntos vamos encontrar o modelo de financiamento mais ajustado para esta reabilitação", afirmou José Maria Costa. 
O autarca adiantou que a demolição do imóvel, desativado há seis anos desde que cidade se declarou anti-touradas, "nunca esteve em causa", afirmando que o relatório do estudo que a Câmara encomendou ao Instituto da Construção da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto "diz que é preciso ter alguns cuidados em algumas áreas". "Tirámos as dúvidas quanto às questões estruturais através do Instituto de Construção. Agora o trabalho é dos engenheiros e arquitectos que vão adequar essas condicionantes ao projecto de reabilitação, e fazer uma estrutura que sirva o desporto e os jovens do concelho", sustentou. 
José Maria Costa adiantou que o projecto "vai ser elaborado pela Câmara e o programa base será traçado em cooperação com a EDV", avançando que o objectivo é ter o projecto pronto até final deste ano para "aproveitar fundos do actual quadro comunitário de apoio". "Eu próprio já tive uma reunião com a EDV e vamos avançar com uma proposta de projecto de reabilitação, para função desportiva, para que a EDV possa utilizar o espaço como multifunções", sustentou, apontando a prática de várias modalidades, em simultâneo, como ginástica, esgrima, patinagem artística e hóquei em patins e basquetebol. 
A praça foi construída em 1948 e teve uma intensa actividade inicial mas, nos últimos anos, ficou reduzida a apenas um espectáculo anual, por altura da Romaria da Senhora d'Agonia, o que aconteceu pela última vez em Agosto de 2008. Está encerrada desde 2009, quando Viana do Castelo se declarou cidade anti-touradas. 
Chegaram a ser avançadas várias hipóteses para aquele imóvel, como um centro de Ciência Viva, um Centro de Mar - entretanto instalado a bordo do antigo navio hospital Gil Eannes - e um espaço de restauração e actividades náuticas. Até hoje não foi dada qualquer utilização pública ao equipamento. Agora, a "vontade clara" da autarquia de dar resposta à "falta de condições físicas com que se debate a Escola Desportiva de Viana (EDV)" está na origem da transformar o espaço num pavilhão desportivo. 
Anteriormente à Lusa, o presidente da EDV, Rui Jorge Silva, manifestou "satisfação", sublinhando que, "pela primeira vez em 39 anos de existência, o clube começa a ver alguma luz ao fundo do túnel", no que diz respeito a instalações próprias. 
Actualmente, acrescentou Rui Jorge Silva, o clube, com 1.300 atletas, "cresceu até ao limite", pelo que defendeu a necessidade do espaço da antiga arena da praça de touros, com uma área de 3.800 metros quadrados e cerca de 65 metros de diâmetro, "ser rentabilizada, permitindo a prática de várias modalidades em simultâneo". Para o exterior do edifício, situado no parque da cidade, é proposta a criação de estruturas que permitam a prática desportiva ao ar livre.
Texto: Agência Lusa 11.03.2015

Comentários

  1. Bem que podiam ter elaborado um concurso pùblico para o projeto de arquitetura. Já agora, quem é a equipa de arquitetos?

    ResponderEliminar
  2. Mais um equipamento, mais um encargo.
    Saúdo a recuperação deste espaço para actividades desportivas, mas não gostaria de a ver degradar-se ao longo dos anos, por falta de manutenção, como acontece quando só se pensa em fazer e não em como manter.

    ResponderEliminar
  3. Pelas afirmações :José Maria Costa adiantou que o projecto "vai ser elaborado pela Câmara e o programa base será traçado em cooperação com a EDV"

    falta ver se é verdade...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Viana acende luzes de Natal a 02 de dezembro

As iluminações de Natal vão acender-se nas ruas da cidade de Viana do Castelo no dia 02 de dezembro, e estarão ligadas de segunda-feira a quinta-feira, das 18h00 às 22h00 e, às sextas-feiras e fins-de-semana, o horário será alargado, entre as 18h00 e a 00h00. A programação de Natal será anunciada pela Câmara de Viana no próximo dia 25 de novembro. (Notícia atualizada em 25 nov 2022 com mais informação)

Natal 2022 em Viana do Castelo com mais ruas iluminadas e um investimento de 160 mil euros

A Câmara de Viana do Castelo aprovou hoje, por unanimidade, um investimento de 160 mil euros na animação de Natal, menos 10 mil do que em 2021, com “mais ruas iluminadas” e espetáculos multimédia em toda a Avenida dos Combatentes. Segundo o presidente da Câmara de Viana do Castelo, que falava durante a reunião camarária para apresentar protocolo de cooperação entre o município e a Associação Empresarial, o valor destinado à animação de Natal 2022 representa uma poupança de 10 mil euros, em relação ao investimento do ano passado, sendo que, durante os meses de dezembro e janeiro, “haverá mais ruas iluminadas” e que o os espetáculos multimédia, que até agora preenchiam cerca de metade da Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, vão ser alargados a toda a extensão da principal artéria da cidade. Os espetáculos multimédia, diários, consistem em jogos de luzes sincronizados com música e, atraem centenas de pessoas. Luís Nobre anunciou ainda que a árvore de Natal 3D, com cerca de 30 metros

Em Viana ainda se vendem os tradicionais presépios em barro

Nos últimos anos, nesta quadra, há uma banca que é montada junto ao Jardim Público, onde ainda é possível comprar pequenas peças coloridas em barro, meio toscas, para montar um presépio tradicional português. São muitas dezenas de peças com origem na região de Barcelos, que retratam o Menino Jesus, Nossa Senhora, São José, manjedoura, burro, vaca, reis magos sobre camelos, moleiro e o seu moinho, rebanhos, fanfarras, o castelo, o casario, a igreja, o padre, entre muitas outras personagens. Um costume que parece um pouco afastado das casas dos portugueses, mas que alguns ainda mantêm o encanto de o montar à moda antiga.

Viana do Castelo vai receber o Natal e Passagem de Ano com concertos, animação de rua, exposições…

De 01 de dezembro de 2022 a 08 de janeiro de 2023 a cidade vive intensamente as festividades do Natal e da chegada do Ano Novo.  A programação “Viana, Coração do Natal”, organizada pela Câmara Municipal de Viana do Castelo em parceria com a Associação Empresarial de Viana do Castelo, é bastante diversificada. O programa inclui propostas em vários locais na cidade, para que miúdos e graúdos possam celebrar esta época festiva. Praça Natal, Mercado de Natal, atividades infantis, concertos, animação de rua, exposições e passagem de ano, são sugestões de coisas para fazer este Natal, sozinho, entre amigos ou em família. Destaques da Programação > A 02 de dezembro, são inauguradas as iluminações de Natal nas ruas da cidade, em parceria com a Associação Empresarial de Viana do Castelo. Este ano, as iluminações estarão ligadas de segunda-feira a quinta-feira, das 18h00 às 22h00 e, às sextas-feiras e fins-de-semana, o horário será alargado, entre as 18h00 e a 00h00. > A Praça da República

Sinais novos, hábitos velhos

Esta sinalização foi colocada há algumas semanas neste local da Rua dos Manjovos, no centro histórico da cidade de Viana do Castelo, de forma a ser mais visível (anteriormente estava colocada junto ao prédio que se encontra no lado direito da foto). Apesar da nova localização tornar os sinais bem mais visíveis, as infrações continuam a acontecer todos os dias. A referida sinalização rodoviária mostra o que é permitido e o que é proibido fazer. Por que é tão difícil respeitar as regras de trânsito?