Avançar para o conteúdo principal

Praça da República - A “sala de visitas” de Viana do Castelo

É nesta Praça que estão edificados três dos monumentos mais emblemáticos da cidade: O Chafariz, os Antigos Paços do Concelho e o Edifício da Misericórdia/Igreja, todos construídos no século XVI.
Mais recentemente (em 1 de janeiro de 2009), foi edificada, igualmente nesta Praça, a polémica escultura com cinco metros de altura (admirada por alguns mas detestada por muitos mais), criada pelo mestre José Rodrigues, para homenagear o navegador vianense Caramuru. 
Desde a sua inauguração, que muitos vianenses e visitantes, acham que a colocação naquele local deste monumento alterou, para pior, a beleza da Praça da República, "sala de visitas" da cidade.

QUEM FOI CARAMURU? 
“Caramuru, ou Diogo Alvares Correia, natural de Viana do Castelo, foi um destemido navegador que naufragou na Bahia de Todos os Santos, no Brasil, em 1508, e que está intimamente ligado à história daquele país. Quando, a seguir ao naufrágio, usou a sua arma de fogo e matou um pássaro, surpreendeu de tal modo os índios que estes lhe atribuíram poderes divinos. Casou depois com a filha do chefe da tribo Tupinambá, Paraguaçu, tendo depois tido grande influência quer na miscigenação que caracteriza a nação brasileira quer no acolhimento dos portugueses em terras de Vera Cruz”.

(Fotos tiradas ontem, domingo, 12 de abril de 2015)



Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

O que ficou da antiga Praça de Touros

Da demolição praticamente integral da antiga Praça de Touros de Viana do Castelo, só ficou de pé uma pequena parte da fachada principal (ver foto). Conforme se pode verificar numa das fotografias, essa reduzida parte do velho edifício já se encontra integrada na nova construção, a Praça Viana, equipamento desportivo destinado à prática de várias modalidades em simultâneo. O projeto para a Praça Viana foi elaborado tendo como base o antigo edifício da Praça de Touros, mantendo as caraterísticas arquitetónicas do mesmo ao nível da fachada exterior e volumetria. A Praça de Touros de Viana do Castelo foi construída em 1948. O último espetáculo tauromáquico aconteceu em agosto de 2008, por altura da Romaria da Senhora d'Agonia. Estava encerrada desde 2009, altura em que Viana do Castelo se declarou cidade antitouradas. A demolição teve início em abril de 2021.

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

Hoje está de parabéns!

O Palácio da Justiça está localizado na Avenida dos Combatentes da Grande Guerra. Atualmente é sede do Tribunal Judicial da Comarca de Viana do Castelo. Projetado pelo arquiteto Francisco Augusto, o edifício começou a ser construído em 1951 e foi inaugurado em 28 de Junho de 1959. No interior do Palácio da Justiça é de realçar a existência de vários vitrais com grande valor artístico, representando a Justiça, as forças do mal, as forças do bem, as tábuas da Lei, a morte e a vida…

Demolição completa com fim à vista

Viana do Castelo, 21 de junho de 2022, Edifício Jardim (Prédio Coutinho).

Para cumprir promessa centenária milhares de fiéis sobem ao monte de Santa Luzia

Realiza-se amanhã, domingo, dia 26 de junho, a partir das 9h00, a Peregrinação Diocesana ao Sagrado Coração de Jesus, no monte de Santa Luzia, em Viana do Castelo. Às 11h00 terá lugar a celebração da Eucaristia que decorrerá no anfiteatro situado no jardim das Tílias, junto ao santuário do Sagrado Coração de Jesus, celebração presidida por D. João Lavrador. A ORIGEM DESTA PROMESSA  Em 1918 a peste pneumónica assolava toda a população e na cidade de Viana do Castelo realizou-se uma procissão, a 10 de novembro, onde se prometeu subir ao monte de Santa Luzia e fazer a consagração à imagem do Sagrado Coração de Jesus aí presente, se a peste parasse. Tal facto registou-se e por isso a promessa teve de ser cumprida. Impedidos de o fazer em 1919 e 1920, só no ano de 1921 a promessa foi cumprida e repetida todos os anos. Fotografias do Santuário do Sagrado Coração de Jesus (24 JUN 2022).