Avançar para o conteúdo principal

O Museu do Mar de Viana do Castelo: projeto para a sua construção


A Vianapesca - Cooperativa de Produtores de Peixe de Viana do Castelo, está a preparar um projecto para a construção de um Museu do Mar em Viana do Castelo, afim de apresentar uma candidatura ao novo quadro comunitário. 
A ser concretizada esta intenção, seria uma grande mais-valia para a região e para o concelho de Viana do Castelo. 

Transcrevo, na integra, a foto e o texto que a VianaPescas publicou na sua página do Facebook sobre o assunto: 

A Vianapesca está a desenvolver um projecto para a construção de um Museu do Mar em Viana do Castelo, onde as novas tecnologias e investigação marinha estarão presentes. 
Estamos a preparar o projecto de engenharia e caderno de encargos para estar em condições de apresentarmos uma candidatura no novo quadro comunitário, como uma medida de interesse colectivo. 
Um estudo de mercado, preliminar, aponta para cerca de 200.000 visitantes no primeiro ano, com valores de entrada de 10,00 euros. Só o navio Gil Eannes recebe cerca de 45.000 visitantes ano, com entradas a 3,50 euros . Empregará cerca de 20 pessoas oriundas da pesca ou da classe piscatória, devidamente habilitadas. 
Será um centro de formação e estudo da fauna e flora atlântica, o oceanário virtual. Quando saímos do interior da ossada de uma embarcação em madeira com 22 metros para ver a restante exposição, colocamos uns óculos em 3D e estaremos no meio de um imenso oceanário virtual , envolvido com os peixes e algas da costa atlântica. Será um ícone nacional em termos de arquitectura, como é a Opera de Sidney ou o Guggenheim em Bilbao, de custos incomparavelmente menores, o que canalizará imensos visitantes, para além de barcos de recreio para as marinas do noroeste peninsular, o que tornará Viana num porto, “obrigatório”, das rotas atlânticas. 
Todas as faculdades ibéricas e não só, com especial relevo as de arquitectura, farão visitas de estudo, bem como todos os estudantes das escolas, primárias, preparatórias e secundarias. Como sabem a tecnologia permitirá que os jovens sintam/toquem nos peixes virtuais, os afugentem ou lhes atirem uma sardinha. Sempre que houver um gesto há uma reacção da fauna, do oceanário. Poderão também aprender a construir uma embarcação em madeira, a processar o pescado bem como receber formação sobre a segurança a bordo das embarcações. 
As empresas de aviação low coast no aeroporto Sá Carneiro, são também um elemento importante, nesta mobilidade que se vem acentuando expressivamente na Região. A grande maioria dos turistas que visitarem Portugal serão tentados a vir ao Museu do Mar e fará parte do roteiro de férias de todos os operadores turísticos. Poderá ser também o elemento impulsionador da criação de condições para que barcos de cruzeiros de média dimensão escalem o porto de Viana do Castelo. 
Será um museu, muito interactivo, com uma área dedicada ao top da investigação marinha, nas diversas áreas. 
As energias renováveis estarão presentes neste projecto, sobretudo no que concerne os fotovoltaicos que poderão alimentar em energia o edifício e o porto de pesca. 
Será um Museu com renovação constante das peças expostas. Todos os anos veremos objectos diferentes. 
A animação económica e consequentes resultados na Região serão um dos factores de maior destaque, realçando também a restauração, com incidência na dos produtos do mar e o aumento do rendimento dos pescadores. 
Este será o melhor investimento, onde o sol e praia não é o que mais vendemos na Região e custa muitas vezes menos que um estádio de futebol, seja ele o de Aveiro, Leiria ou Algarve. Será também uma obra emblemática em termos europeus. 
Estamos a desencadear os contactos com as Fundações, EDP, Oriente, Gulbenkian e Gil Eannes, a CIM do Alto Minto, com especial relevo a Camara Municipal de Viana, o Porto de Viana, Associações Empresariais e a Oceanos XXI, para que apõem esta iniciativa mas o seu apoio é um contributo muito muito importante para que possamos apresentar às forças vivas da região uma grande manifestação de interesse regional e nacional. 
Anualmente resultados líquidos do exercício reverterão a favor de um Centro Comunitário da Pesca, apoiando os pescadores e famílias com médico, enfermeiro, infantário(ocupação de tempos livres) e um Banco Alimentar para pescadores. 
Aguardamos parecer e comentários.

Vianapesca, OP – Cooperativa de Produtores de Peixe de Viana do Castelo, CRL Edif. Vianapesca - Zona Portuária s/n - C.P.: 4900-363 Viana do Castelo Tel. +351 258 822 016 - Fax +351 258 822 015 e-mail: vianapescaop@mail.telepac.pt - Internet - http://www.vianapescaop.pt

MAIS VISUALIZADAS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

Mordoma do cartaz da Romaria d’Agonia 2024 escolhida por concurso

Pela primeira vez na história da Romaria d’Agonia a mordoma do cartaz que leva a maior festa popular portuguesa a todo o mundo será selecionada por um júri entre 20 finalistas, todas elas escolhidas entre as concorrentes, abrindo assim espaço para mulheres com idades entre os 18 e os 35 anos participarem. “Qualquer mulher que sinta a nossa Romaria pode concorrer e pode aspirar a ser a mordoma da festa. É uma inovação que introduzimos este ano, pensando em todas as jovens mulheres que alimentam este sonho”, explicou Manuel Vitorino, presidente da VianaFestas, a entidade organizadora das festas da cidade. O novo regulamento para escolha do cartaz da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia vai ser implementado este ano e substitui o modelo anterior, de concurso promovido, que estava em vigor desde 2011, e que implicava escolher o conjunto do autor, do cartaz e da mordoma. No formato para a definição do cartaz da Romaria a estrear este ano, o mesmo passa a contemplar três fases, com qualquer mul

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

“Mercado dos Descobrimentos”, de 07 a 10 de junho

A cidade de Viana do Castelo vai entrar na época dos Descobrimentos e mostrar as riquezas que os portugueses trouxeram do continente americano. Desde o chocolate, ao café, passando pelo milho, pimentos e batatas, até aos perus, os novos produtos e especiarias do outro lado do mundo vieram revolucionar a cozinha portuguesa.   A segunda edição do “Mercado dos Descobrimentos”, de  0 7 a 10 de junho, vai fazer uma ponte histórica e cultural entre os dois lados do Atlântico, com diversos apontamentos musicais, teatrais e de animação, com destaque para o artesanato e a gastronomia.   O Castelo Santiago da Barra e a zona envolvente terão oito diferentes espaços, com um programa de animação itinerante durante mais de 20 horas e a participação de  150  mercadores, artífices, artesãos e regatões, característicos da época dos Descobrimentos ao longo dos quatro dias.    “Voltamos a aliar a história, a animação, a cultura e a gastronomia num único evento que contará com mais de 60 momentos ao longo

Monumento a Viana do Castelo…

A dar as boas vindas a quem chega a Viana do Castelo pelo mar.

Feira Medieval de Viana do Castelo

Às ruas do centro histórico de Viana do Castelo, onde decorre desde a passada quinta-feira a Feira Medieval , tem acorrido muita gente para apreciar e usufruir dum ambiente medieval, com a recriação de festas, sons, cheiros e sabores de tempos bem longínquos. Se ainda não visitou esta Feira, tem até domingo dia 13, a oportunidade de se deliciar com este ambiente de sabor medieval enquadrado no cenário do centro histórico de Viana do Castelo.