Avançar para o conteúdo principal

ABANDONADO | Já foi pavilhão cirúrgico

Estas são as ruínas do antigo pavilhão cirúrgico de Viana do Castelo. Implantado na encosta do monte de Santa Luzia, dele quase nada resta, a não ser a fachada e a deslumbrante vista sobre a cidade de Viana do Castelo.
Foi palco das primeiras cirurgias modernas na região. Funcionou como pavilhão cirúrgico até meados de 1980, altura em que foi substituído pelo Hospital de Santa Luzia. Desativado há mais de três décadas, ainda foi ocupado durante alguns anos por uma escola de música. Está abandonado há mais de 10 anos. Entretanto sofreu atos de vandalismo e foi alvo de incêndios que o destruíram quase completamente.
Este é o estado a que chegou um local que já foi importante e que nos últimos anos está deixado à sua sorte.

Antigo Pavilhão Cirúrgico de Viana do Castelo (03.05.2017)

Antigo Pavilhão Cirúrgico de Viana do Castelo (03.05.2017)

Antigo Pavilhão Cirúrgico de Viana do Castelo (03.05.2017)

Comentários

  1. É mesmo uma situação infeliz, mais uma devo dizer! Posso perguntar a quem pertence de facto ainda o edifício: Estado (=Ministério da Saúde), CM...? Era interessante ter essa informação para depois, talvez, ir bater à porta certo quanto ao futuro... obrigada pelo artigo!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

É o fim do Edifício Jardim (Prédio Coutinho)

Hoje, 01 JUL 2022, desaparece definitivamente do Centro Histórico da cidade de Viana do Castelo.

Ponte Eiffel, em Viana, faz 141 anos

Feita em ferro e desenhada no gabinete de Gustave Eiffel, a ponte que liga as duas margens do Lima, entre a cidade de Viana do Castelo e a vila de Darque, foi inaugurada a 30 de junho de 1878, tendo sido construída para substituir a antiga e precária ponte de madeira. A ponte Eiffel de Viana do Castelo foi a primeira ponte rodoferroviária (de dois tabuleiros sobrepostos) construída em Portugal, tem 645 metros de comprimento e dois tabuleiros metálicos, sendo o superior rodoviário, para trânsito automóvel e pedestre, e o inferior ferroviário. (clique na imagem para ver em modo de ecrã inteiro) A Ponte Eiffel de Viana do Castelo (1930/1940)

Viana do Castelo com e sem o Edifício Jardim (Prédio Coutinho)

Estas duas imagens não foram manipuladas, são mesmo reais. Já se percebe a mudança na paisagem. Saiu de cena o edifício de 13 andares.

O Desfile da Mordomia na Romaria d’Agonia

O Desfile da Mordomia é um dos momentos de maior destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Depois de dois anos de ausência daquele número devido à pandemia, na Romaria d’Agonia 2022 é esperado um recorde de participações. Cerca de 800 mordomas (número máximo aceite pela organização) irão estar no desfile que vai decorrer no dia 18 de agosto. Em 2019 participaram no desfile 619 mordomas. O Desfile da Mordomia é considerado a maior montra de trajes e ouro ao ar livre do país. No deste ano, estima-se que o valor total do ouro que as 800 mordomas vão usar (2,5 quilogramas, em média, cada uma), calculado com base no preço atual, atinja os 94 milhões de euros.