Avançar para o conteúdo principal

Há 200 anos…

Foi há precisamente 200 anos, em 1818, que foram cravadas no leito do rio Lima as primeiras estacas que deram início à construção duma Ponte de Madeira para unir as duas margens do rio, junto à vila de Viana. Uma passagem para a outra margem, para aproximar gentes, fazer do longe perto.
Considerada na altura provisória, foi estabelecido que se cobrasse “portagem” na sua passagem para que, com esse dinheiro conservar a ponte de madeira e construir uma de pedra.
Antes da construção da Ponte de Madeira, a travessia do rio era feita através da Barca do Concelho.
Hoje, da antiga ponte de madeira, restam os vestígios de uma parte da estacaria, apenas visível com a maré baixa, conforme se pode ver nas imagens.

Estacas da antiga Ponte de Madeira, Viana do Castelo

Estacas da antiga Ponte de Madeira, Viana do Castelo

Estacas da antiga Ponte de Madeira, Viana do Castelo

Nesta pintura antiga pode ver-se no lado direito, as duas "cabines" para pagamento das portagens 
e as duas colunas comemorativas da Ponte de Madeira

Desenho com a antiga ponte de madeira (lado esquerdo)

Comentários

  1. Entendi...fazer do longe...perto! E cobrar uma portagem.
    Já está nos genes dos Vianenses, cobrar para estar ou vir à cidade!
    Que pena 😔

    ResponderEliminar
  2. Muito interessante. Ela durou quanto tempo?
    Pergunto porque o rio as vezes é bravo. Nunca houve tragédias?
    Se fosse hoje nem deixavam fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Segundo li algures, no ano de 1880 esta ponte de madeira não
      resistiu a umas cheias, ficando completamente destruída.

      Eliminar
  3. Para quando uma reedição desta ponte. Seria óptimo uma ponte pedonal com ciclovia a ligar Viana ao Cabedelo. 😁

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Projeto alemão de energia eólica offshore previsto para Viana “chumbado” pelo governo

A BayWa, gigante alemã das energias renováveis, tinha apresentado ao governo português um projeto de cerca de 2,5 mil milhões de euros de investimento, na instalação de um parque eólico flutuante com 30 turbinas, com uma capacidade instalada de até 600 megawatts (MW), ao largo de Viana do Castelo (na Zona Piloto onde já se encontram instaladas as três turbinas que constituem o parque eólico offshore WindFloat Atlantic). O Governo diz que o projeto só é viável noutra área marítima dedicada às renováveis, ainda por definir.

Meia Maratona Manuela Machado | Os vencedores

Correu-se hoje, 22 de Janeiro, a 24ª edição da Meia Maratona Manuela Machado, em Viana do Castelo. CLASSIFICAÇÃO FINAL MASCULINOS: Iskander Yadgarov | Russia | 1:04:16.3 Helio Gomes | Sporting Clube De Portugal | 1:04:31.2 Fabio Oliveira | Guilhovai | 1:04:58.1 CLASSIFICAÇÃO FINAL FEMININOS: Solange Jesus | Clube Desportivo Feirense | 1:12:11.5 Susana Godinho | Clube Desportivo Feirense | 1:12:23.8 Carla Martinho | Recreio Desportivo De Agueda | 1:13:07.11

AP DONA ANINHAS: será assim o novo hotel de Viana do Castelo

Vai designar-se AP Dona Aninhas o hotel de quatro estrelas que está prestes a nascer no edifício do antigo hotel Viana Sol, no Largo Vasco da Gama, no centro histórico de Viana do Castelo. Com 64 quartos e suites, esta é a primeira unidade na região Norte de Portugal do grupo AP Hotels & Resorts, de António Parente, natural de Viana do Castelo. Fotos: retiradas do site https://donaaninhas.com

Viana de Outros Tempos

Assim era a Praça da República nos anos 60 do século XX. Espólio de Severino Costa | Arquivo Municipal de Viana do Castelo

Bom dia, Viana do Castelo!

Começar bem a manhã, pela zona ribeirinha.