Avançar para o conteúdo principal

Um complexo em ruínas chamado Luziamar

Recentemente foi colocada ao redor do que resta deste emblemático empreendimento, uma nova vedação e uma placa com o nome da empresa atual proprietária do espaço. Será que está para breve alguma intervenção no sentido de se recuperar este importante espaço degradado da cidade de Viana do Castelo?
O complexo turístico do Luziamar abriu portas em 1974 e fechou em meados da década de 90 do século passado. Durante grande parte do tempo em que se manteve em atividade, foi umas das principais referências na noite da região Norte de Portugal e da Galiza, sobretudo devido à sua discoteca, marcando uma geração que ainda hoje o recorda com saudade.
Nos últimos anos, a empresa proprietária do Luziamar já teve diferentes projetos no sentido de recuperar aquele espaço mas, até ao momento, ainda nenhum se concretizou.
Em 2015, numa reunião da Câmara Municipal de Viana do Castelo, foi revelado que era vontade do atual proprietário:
..."recuperar a atual envolvência do Luziamar", acrescentando que a "ideia será recuperar o atual edifício e adicionar uma unidade hoteleira, pondo em prática o projeto inicial daquele emblemático espaço". Como prova desta intenção, revelaram que abandonaram um projeto habitacional de 78 fogos, licenciado em 2009, pelo qual pagaram mais de 120.000€ de Licença da Construção, pois verificaram que a melhor opção, quer de marcado, quer em termos de espaço e a sua relevante historia, seria, de facto recuperar o empreendimento reforçando a componente turística."








Comentários

  1. Salvo erro, a propriedade deste edifício continua a ser de uma sociedade constituída algures no início da década de setenta por centenas de vianenses ou amantes de Viana interessados em desenvolver o potencial turístico da nossa cidade...o proprietário referido no texto acima poderá ser o detentor da parte do capital dessa sociedade que lhe permite ditar o futuro da sociedade, mas isso não faz dele proprietário, quando muito co-proprietário. Ou estou enganado?

    ResponderEliminar
  2. Tem razão o Sr Luís Sousa, o Luziamar, que eu e o António Valença fomos Concessionários (79/91), continua a ser uma Sociedade Anónima, havendo ainda muitos acionistas, sendo eu um deles. Infelizmente ninguém sabe quando e onde se realizam as assembleias, as gerências não informam os acionistas, as ruínas do que foi um ícone que em 79 muito custou a recuperar, são uma nódoa na linda praia do Cabelo. Mas em Viana isto é normal. Zémanel.

    ResponderEliminar
  3. É possível se fazer uma sessão fotográfica nesse complexo?

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Olha que três!

Esta foto tem a particularidade de permitir contemplar um dos mais belos enquadramentos arquitetónicos da cidade. O Chafariz-Estátua de Viana, no seu enfiamento, num plano superior a Capela das Malheiras e no alto do monte de Santa Luzia, o Santuário do Sagrado Coração de Jesus (Templo de Santa Luzia).

LIRATOV: O Artista Urbano do Azulejo que ninguém sabe quem é

As dezenas de trabalhos que vai deixando nos mais inesperados locais da cidade de Viana do Castelo e noutras localidades, estão a tornar famoso este artista anónimo. Apesar de manter essa faceta de clandestinidade tem uma página na rede social Instagram ( AQUI ), onde vai partilhando fotografias das suas obras. As fotografias aqui apresentadas, são os últimos trabalhos descobertos recentemente por mim na cidade, executados por LIRATOV, o artista que (quase) ninguém sabe quem ele é.

Andando por aí...

Bom dia, Viana do Castelo!

Embarcações de pesca e de turismo lado a lado, com o sempre presente navio-museu Gil Eannes, na antiga doca comercial de Viana do Castelo.