Avançar para o conteúdo principal

VIANA | Castelo que dá nome à cidade, é cenário de desleixo e esquecimento (com imagens)

Um ponto turístico muito visitado da cidade de Viana do Castelo está completamente esquecido e a necessitar de uma limpeza urgente. Trata-se do Castelo de Santiago da Barra.
Plantas e arbustos a invadir as muralhas e fossos e o lixo espalhado por vários sítios exteriores do Castelo, completam o cenário do que deveria ser um dos cartões postais da cidade.
Pela importância histórica e cultural deste monumento, pede-se mais cuidado e atenção ao espaço. A situação atual é desagradável e inaceitável.

Foi a 20 de Janeiro de 1848 que a Vila de Viana da Foz do Lima foi elevada a cidade, distinção concedida pela Rainha D. Maria II, atribuindo-lhe o nome de Viana do Castelo. Reza a história que este gesto da Rainha se deveu ao reconhecimento da heróica resistência e lealdade do comandante do Castelo de Santiago da Barra, aquando da guerra civil da Patuleia. 

O Castelo Santiago da Barra teve início na construção de uma torre - a Torre da Roqueta - para defesa da barra de Viana em 1567/68 e, poucos anos depois, de um pequeno fortim de planta rectangular.
Posteriormente, sob o reinado de Filipe I de Portugal, o fortim foi remodelado e ampliado, sob o traço do arquitecto e engenheiro militar italiano Fllipo Terzi, no ano de 1589. O forte, que assistiu a vários momentos históricos como a capitulação da guarnição espanhola aquando da Restauração da Independência, apresenta uma planta pentagonal com muralhas reforçadas por baluartes triangulares. A sua entrada é feita por uma ponte sob o fosso que a circunda e que conduz a um arco onde se pode ver o brasão de D. João de Sousa, governador do forte em 1700 e rematado pelos escudos das armas de Portugal. No seu interior, pode ser encontrada a Capela de Santiago, um edifício central e um paiol. 
Classificado como Imóvel de Interesse Público por decreto de 24 de Janeiro de 1967, o Castelo alberga a sede da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal e a Escola de Hotelaria da cidade.










Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Já pouco resta…

Viana do Castelo, 16 de maio de 2022. Já pouco resta do Edifício Jardim, mais conhecido por Prédio Coutinho.

Cartaz da Romaria d’Agonia 2022 com 60 propostas a concurso

Sessenta trabalhos concorrem ao prémio de melhor cartaz da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia de Viana do Castelo de 2022. O vencedor, para além de ver o seu trabalho utilizado para a divulgação pública da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia 2022 a nível Nacional e Internacional, será contemplado com um prémio monetário no valor de 750,00€.  O resultado do concurso vai ser conhecido no dia 26 de maio. A Romaria d’Agonia deste ano vai realizar-se em Viana do Castelo de 17 a 21 de agosto. (Na imagem são mostrados os cinco últimos cartazes vencedores, 2017 a 2021)

Rio Lima foi cenário para canoagem

Num cenário tranquilo, acompanhado pela centenária Ponte Eiffel, as águas calmas do rio Lima, em Viana do Castelo, foram tomadas no passado fim de semana por dezenas de alunos que coloriram o local com as suas canoas, para disputarem mais uma edição dos Campeonatos Nacionais Escolares de Juvenis, do Desporto Escolar, na modalidade de Canoagem. Os mais de 1000 alunos e cerca de 200 professores, participantes nos Campeonatos Nacionais Escolares de Juvenis, do Desporto Escolar, estiveram em Viana do Castelo e Caminha, onde decorreram, de 19 a 22 de maio, as competições nas modalidades de Atletismo, Badminton, Basquetebol, Canoagem, Futsal, Natação, Remo, Surf, Ténis de Mesa, Vela e Voleibol.

Exposição “O Traje à Vianesa - produto certificado”

Pela variedade, beleza, cores e riqueza artística, o traje à “Vianesa” tem características únicas que o tornam inconfundível em qualquer parte do mundo. É esta grande variedade de trajes, cores e ornamentos que constituem a herança de um passado distante e que são a expressão da cultura popular vianense. Toda da a beleza do traje à “Vianesa” pode ser admirada na exposição “Traje à Vianesa – Produto Certificado”, no Museu do Traje da cidade de Viana do Castelo.