Muito mudou na forma como a água chega às casas dos vianenses

Quando a rede de água domiciliária era inexistente, foi durante vários séculos o Chafariz da Praça da República de Viana do Castelo que serviu para abastecer de água a população vianense, dando-lhe algum bem estar.

Chafariz da Praça da República (Séc. XVI)   
Foi construído, ou pelo menos concluído em 1559, sendo obra do mestre canteiro João Lopes "o velho", o mesmo que alguns anos antes executara o chafariz de Caminha e, muito provavelmente, alguns dos chafarizes semelhantes que podemos encontrar em cidades galegas como Pontevedra. Foi durante vários séculos o ponto de abastecimento de água potável da população vianense e, pela sua monumentalidade e localização, uma das referências urbanas do burgo.  


População de Viana a abastecer-se de água no Chafariz da Praça

Comentários

  1. Curioso notar que as vestimentas da época são bem diferentes do que muitas vezes se apregoa .Gente simples , modesta , usava aquilo que estava ao seu alcance.
    O vestuário era constituído por roupas sóbrias .O calçado era um luxo. O ouro era uma miragem .
    O estudo sobre o vestuário do homem e da mulher citadina ainda está por fazer !

    ResponderEliminar
  2. Nesta foto do inicio do século XX podemos verificar , que a mulher da cidade não apresenta vestes como regularmente se conta por aí.
    O calçado era um luxo e o ouro uma miragem.
    Roupas simples e sóbrias eram as vestes que regularmente usava a mulher do povo. O lenço era
    usado , como protecção ao sol e frio .
    O levantamento das vestes da mulher citadina ainda está por investigar e não há estudos ainda feitos sobre esta matéria.

    ResponderEliminar
  3. As Vianesas que se apresentam junto ao antigo chafariz apresentam-se com trajes sóbrias , e simples . A mulher do povo apresenta -se com saias compridas .Os xailes grossos aconchegavam o corpo.Os cachines protegiam-na do frio.
    O calçado era só para ricos . O ouro era uma miragem .
    Esta foto foi tirada no inicio do século XX e dá-nos uma ideia bem diferente como as pessoas trajavam na vida diária.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Enorme máquina giratória vai “triturar” mais de 15 mil toneladas de materiais dos 13 andares do prédio Coutinho

Queixa contra desconstrução do prédio Coutinho arquivada pelo MP

Morreu a ''PALMIRINHA''

Laboratório do mar com minissubmarino e aquário abriu em Viana do Castelo