Muito mudou na forma como a água chega às casas dos vianenses

Quando a rede de água domiciliária era inexistente, foi durante vários séculos o Chafariz da Praça da República de Viana do Castelo que serviu para abastecer de água a população vianense, dando-lhe algum bem estar.

Chafariz da Praça da República (Séc. XVI)   
Foi construído, ou pelo menos concluído em 1559, sendo obra do mestre canteiro João Lopes "o velho", o mesmo que alguns anos antes executara o chafariz de Caminha e, muito provavelmente, alguns dos chafarizes semelhantes que podemos encontrar em cidades galegas como Pontevedra. Foi durante vários séculos o ponto de abastecimento de água potável da população vianense e, pela sua monumentalidade e localização, uma das referências urbanas do burgo.  


População de Viana a abastecer-se de água no Chafariz da Praça

Comentários

  1. Curioso notar que as vestimentas da época são bem diferentes do que muitas vezes se apregoa .Gente simples , modesta , usava aquilo que estava ao seu alcance.
    O vestuário era constituído por roupas sóbrias .O calçado era um luxo. O ouro era uma miragem .
    O estudo sobre o vestuário do homem e da mulher citadina ainda está por fazer !

    ResponderEliminar
  2. Nesta foto do inicio do século XX podemos verificar , que a mulher da cidade não apresenta vestes como regularmente se conta por aí.
    O calçado era um luxo e o ouro uma miragem.
    Roupas simples e sóbrias eram as vestes que regularmente usava a mulher do povo. O lenço era
    usado , como protecção ao sol e frio .
    O levantamento das vestes da mulher citadina ainda está por investigar e não há estudos ainda feitos sobre esta matéria.

    ResponderEliminar
  3. As Vianesas que se apresentam junto ao antigo chafariz apresentam-se com trajes sóbrias , e simples . A mulher do povo apresenta -se com saias compridas .Os xailes grossos aconchegavam o corpo.Os cachines protegiam-na do frio.
    O calçado era só para ricos . O ouro era uma miragem .
    Esta foto foi tirada no inicio do século XX e dá-nos uma ideia bem diferente como as pessoas trajavam na vida diária.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Geoparque Litoral de Viana do Castelo já tem aplicação móvel e sítio na internet

Praça de Touros de Viana: Processo de demolição quase concluído

Para memória futura

Politécnico estuda com Câmara destino de convento abandonado em Viana do Castelo