Avançar para o conteúdo principal

O traje à Vianesa em destaque nos World Travel Awards (WTA)

A cerimónia de entrega dos prémios da 25ª edição dos World Travel Awards (WTA), conhecidos como “os Óscares do turismo”, ocorreu em Lisboa no passado dia 1 de dezembro, e nela estiveram em destaque o traje à vianesa e os Brincos à Rainha de ''Ouro de Viana’’.
Esta edição dos WTA ficou marcada pela eleição de Portugal como melhor destino turístico do mundo e ainda pelo número recorde de prémios que Portugal recebeu: 17.





Fotos retiradas do site da worldtravelawards.com (Ver AQUI)

Comentários

  1. Vergonhosa apresentação do traje a vianesa!!!
    Cabelos, pinturas, peças mal colocadas.......etc.
    Lamentável 😢

    ResponderEliminar
  2. No entanto foi uma vergonha como estavam trajadas.

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que estes são trajes tradicionais da Ucrânia?
    Porque o traje tradicional de Viana do Castello e Minho, eu o conheço bem, tendo acolhido um grupo de Carreço em agosto de 2018 na minha pequena aldeia (Lezay, França).

    ResponderEliminar
  4. Estes fatos Regionais não são com certeza os fatos certificados . Os verdadeiros fatos Regionais de lavradeira modernamente apelidados de Fatos à Vianeza tem outra apresentação .
    São denominados fatos ricos ,fatos de festa. Os aventais apresentam 5 rosas. Os coletes tem outro design, corte , bem elaborados . Os bordados apresentam outro toque , as flores são bem elaboradas. O mesmo se passa com a Camisa . As saias de risca apresentam flores denominadas malmequeres.
    A algibeira está mal colocada .
    Trata-se de um fato medíocre que na gíria comercial se apelida de fato pobre.

    ResponderEliminar
  5. As pinturas, os cabelos não são o mais importante.
    Temos de nos adaptar à realidade, O próprio fato evolui ao longo dos tempos. Nunca foi como hoje se apresenta foi-se transformando e valorizando .
    A apresentação dos fatos e as peças que o constítuem esses sim deixam muito a desejar .
    O fato de lavradeira , tornou-se um ícone . Numa gala destas os fatos a serem apresentados seriam os " fatos ricos " , denominados " fatos de Festa" ,mais esmerados e mais conotados com a região de Viana e o meio rural .
    Na Mordomia na Romaria da Senhora da Agonia ,, se fossem apresentados estavam reprovados.
    Criou-se uma marca " Fato à Vianeza " gastou-se uma " pipa de massa " na certificação . Certificar para quê , quando apresentam fatos regionais " pobres " , inadequados a um evento desta envergadura ?
    Algo de errado aqui funcionou .
    Ainda bem que não se lembraram de fatos de côr amarela como ás vezes se vêem em fotos. e grupos de dança .

    ResponderEliminar
  6. É triste ver o Traje assim exibido!

    ResponderEliminar
  7. Neste desfile os figurantes não usam meias e chinelas .
    Uma nova forma de apresentar o fato Regional de lavradeira das aldeias limítrofes da cidade.
    Para quê uma marca ! Um certificado !Quando o rigor não obedece a regras .
    Uma decepção.

    ResponderEliminar
  8. vergonha de representação.

    ResponderEliminar
  9. No Blogue o autor ( Unknown ) põe hipótese de os fatos serem da Ucrânia !
    Não está dentro do assunto.
    Os Fatos da Ucrânia são bem belos e bem diferentes . A disciplina, a dança, as vestes o rigor prevalece nas gentes dessas paragens.
    Os lenços regionais originários dessas paragens foram adaptados na região do Minho, designadamente em Viana do Castelo.
    Duma forma errónea atribuem-lhe a designação de lenços minhotos.

    ResponderEliminar
  10. A gente ligada a estas matérias está muito calada .
    Os folcloristas da nossa Praça que não são poucos , terão algo a dizer sobre a apresentação deste Traje.
    Traje à Vianesa , traje à minhota, traje de lavradeira , traje de festa, Traje de romaria , Traje de chieira.
    Mereciam outro trato.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Corte de árvore no Jardim Público

Talvez por se encontrar com problemas, e no sentido de garantir maior segurança aos utentes do Jardim Público Marginal da cidade de Viana do Castelo, está a ser cortada uma árvore de grande porte. Neste que é o espaço verde mais antigo da cidade, datado de 1881, existem mais de 150 árvores, na sua maioria tílias.

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

Escadório de Santa Luzia

A Basílica de Santa Luzia, situada no alto do monte com o mesmo nome, é o monumento mais conhecido e visitado da cidade de Viana do Castelo. Para lá chegar tem três opções: a estrada, o funicular ou o escadório. Quem optar pelo funicular, fará um percurso de 650 metros, vencendo um desnível de 160 metros, numa viagem com duração de aproximadamente 7 minutos. Quem se sentir atraído a ir a pé pelo escadório, terá que subir 659 degraus. Subir esta escadaria não é assim tão difícil, basta ir com calma, parando quando o cansaço aparecer. Veja algumas fotografias do escadório de Santa Luzia.

Quem vai ao mar avia-se em terra

Tripulação do “Santa Luzia no Monte” no porto de pesca de Viana do Castelo, a preparar os covos para uma próxima saída para a faina.