Avançar para o conteúdo principal

O traje à Vianesa em destaque nos World Travel Awards (WTA)

A cerimónia de entrega dos prémios da 25ª edição dos World Travel Awards (WTA), conhecidos como “os Óscares do turismo”, ocorreu em Lisboa no passado dia 1 de dezembro, e nela estiveram em destaque o traje à vianesa e os Brincos à Rainha de ''Ouro de Viana’’.
Esta edição dos WTA ficou marcada pela eleição de Portugal como melhor destino turístico do mundo e ainda pelo número recorde de prémios que Portugal recebeu: 17.





Fotos retiradas do site da worldtravelawards.com (Ver AQUI)

Comentários

  1. Vergonhosa apresentação do traje a vianesa!!!
    Cabelos, pinturas, peças mal colocadas.......etc.
    Lamentável 😢

    ResponderEliminar
  2. No entanto foi uma vergonha como estavam trajadas.

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que estes são trajes tradicionais da Ucrânia?
    Porque o traje tradicional de Viana do Castello e Minho, eu o conheço bem, tendo acolhido um grupo de Carreço em agosto de 2018 na minha pequena aldeia (Lezay, França).

    ResponderEliminar
  4. Estes fatos Regionais não são com certeza os fatos certificados . Os verdadeiros fatos Regionais de lavradeira modernamente apelidados de Fatos à Vianeza tem outra apresentação .
    São denominados fatos ricos ,fatos de festa. Os aventais apresentam 5 rosas. Os coletes tem outro design, corte , bem elaborados . Os bordados apresentam outro toque , as flores são bem elaboradas. O mesmo se passa com a Camisa . As saias de risca apresentam flores denominadas malmequeres.
    A algibeira está mal colocada .
    Trata-se de um fato medíocre que na gíria comercial se apelida de fato pobre.

    ResponderEliminar
  5. As pinturas, os cabelos não são o mais importante.
    Temos de nos adaptar à realidade, O próprio fato evolui ao longo dos tempos. Nunca foi como hoje se apresenta foi-se transformando e valorizando .
    A apresentação dos fatos e as peças que o constítuem esses sim deixam muito a desejar .
    O fato de lavradeira , tornou-se um ícone . Numa gala destas os fatos a serem apresentados seriam os " fatos ricos " , denominados " fatos de Festa" ,mais esmerados e mais conotados com a região de Viana e o meio rural .
    Na Mordomia na Romaria da Senhora da Agonia ,, se fossem apresentados estavam reprovados.
    Criou-se uma marca " Fato à Vianeza " gastou-se uma " pipa de massa " na certificação . Certificar para quê , quando apresentam fatos regionais " pobres " , inadequados a um evento desta envergadura ?
    Algo de errado aqui funcionou .
    Ainda bem que não se lembraram de fatos de côr amarela como ás vezes se vêem em fotos. e grupos de dança .

    ResponderEliminar
  6. É triste ver o Traje assim exibido!

    ResponderEliminar
  7. Neste desfile os figurantes não usam meias e chinelas .
    Uma nova forma de apresentar o fato Regional de lavradeira das aldeias limítrofes da cidade.
    Para quê uma marca ! Um certificado !Quando o rigor não obedece a regras .
    Uma decepção.

    ResponderEliminar
  8. vergonha de representação.

    ResponderEliminar
  9. No Blogue o autor ( Unknown ) põe hipótese de os fatos serem da Ucrânia !
    Não está dentro do assunto.
    Os Fatos da Ucrânia são bem belos e bem diferentes . A disciplina, a dança, as vestes o rigor prevalece nas gentes dessas paragens.
    Os lenços regionais originários dessas paragens foram adaptados na região do Minho, designadamente em Viana do Castelo.
    Duma forma errónea atribuem-lhe a designação de lenços minhotos.

    ResponderEliminar
  10. A gente ligada a estas matérias está muito calada .
    Os folcloristas da nossa Praça que não são poucos , terão algo a dizer sobre a apresentação deste Traje.
    Traje à Vianesa , traje à minhota, traje de lavradeira , traje de festa, Traje de romaria , Traje de chieira.
    Mereciam outro trato.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Já pouco resta…

Viana do Castelo, 16 de maio de 2022. Já pouco resta do Edifício Jardim, mais conhecido por Prédio Coutinho.

Cortejo académico converte ruas de Viana em palco de festa

O Cortejo Académico do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), marcado pela amizade, alegria e cerveja - mui­ta cerveja - animou hoje várias ruas da cidade. Entre saltos e cantoria, milhares de alunos, a pé ou em carros alegóricos, tornaram o cortejo “molhado”, dando “banhos” de cerveja uns aos outros.

Cartaz da Romaria d’Agonia 2022 com 60 propostas a concurso

Sessenta trabalhos concorrem ao prémio de melhor cartaz da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia de Viana do Castelo de 2022. O vencedor, para além de ver o seu trabalho utilizado para a divulgação pública da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia 2022 a nível Nacional e Internacional, será contemplado com um prémio monetário no valor de 750,00€.  O resultado do concurso vai ser conhecido no dia 26 de maio. A Romaria d’Agonia deste ano vai realizar-se em Viana do Castelo de 17 a 21 de agosto. (Na imagem são mostrados os cinco últimos cartazes vencedores, 2017 a 2021)

Vegetação toma conta do Castelo de Santiago da Barra

Derivado ao interesse histórico e cultural, é urgente que se proceda de imediato à limpeza da vegetação, quer no interior quer na envolvente do Castelo de Santiago da Barra, por forma a dignificar a imagem do monumento e possibilitar o seu usufruto pelos cidadãos de Viana do Castelo e pelos turistas, nacionais e estrangeiros. A vegetação cresce sem qualquer controlo (em alguns sítios chega a alcançar mais de 1 metro de altura), impossibilitando muitas vezes a circulação pelo mesmo. Em julho de 2021, o presidente do Turismo do Porto e Norte disse, em declarações à LUSA, que a reabilitação, por mais de um milhão de euros, do Castelo Santiago da Barra, em Viana do Castelo, onde se encontra instalada a sede da entidade, vai ser candidatada a fundos europeus.  Enquanto esses fundos europeus não chegam para que seja feita essa intervenção mais profunda, era importante que, entretanto, o TPN mandasse efetuar mais vezes o corte da vegetação e limpeza, de modo a evitar o aspeto degradante que a