Avançar para o conteúdo principal

Expansão da Rede Urbana de Ciclovias de Viana do Castelo

Encontra-se já em construção o prolongamento da ciclovia da frente ribeirinha poente entre o Centro Cultural de Viana do Castelo e o Centro de Vela. Este novo troço da Rede Urbana de Ciclovias de Viana do Castelo acompanha a marginal ribeirinha, permitindo apreciar a beleza do estuário e foz do rio Lima.
Desta empreitada faz parte também a ampliação da escadaria ribeirinha em toda a extensão junto ao navio-museu Gil Eannes.
A obra tem um prazo de execução de 240 dias e um preço contratual de 522.589,93 euros.


Comentários

  1. E que tal tratar urgentemente daquilo que é urgente??? Precisamos de notícias do género "Expansão da Rede Urbana de Ciclovias de Viana do Castelo para uso diário casa-trabalho-casa". Com espírito superficial só nos enganamos a nós próprios.

    ResponderEliminar
  2. Considerando que todos os dias desde sempre cerca de mais de uma dezena de pescadores e ao fim de semana é ocupado por várias dezenas de pescadores de pesca lúdica muitos oriundos de terras como Fafe , Guimarães , Braga e Famalicão utilizam o a extensão da margem desde o fim do parque do Gil Eanes até ao molhe depois do edificio dos pilotos perguntam:

    Com a construção já em curso da ciclovia que ocupa o espaço por nós utilizado, onde vamos poder pescar?

    Se já nos proibem de pescar desde a ponte metálica até ao centro cultural , e não podendo pescar em cima do cais e como a grande generalidade é gente sénior que não pode se movimentar nas opedras soltas que servem de molhe ao rio quais são as alternativas que nos dão?

    Se todos os anos somos obrigados a tirar uma licença para pescar que já custa alguns euros e sem a qual nos sujeitamos a pesadas multas passadas pela polícia marítima, pensamos que deveriam criar condições para poder usufruir dessa mesma licença, perguntando : A pesca lúdica não é considerada por quem decidiu sobre ba construção de tal ciclovia, um desporto saudável de contacto com a natureza?

    Para um municipio que tanto previligia o desporto náutico esquece a pesca lúdica? Ou os pescadores são municipes menores?

    Para quê gastar dinheiro num espaço onde o piso já é óptimo para o ciclismo e efectivamente rararemte se vê gente a praticar essa modalidade! Efectivamente terão que haver outros interesses por trás destas obras! A pesca lúdica traz gente de fora que deixam dinheiro nas lojas de artigois de pesca de Viana e na restauração , senão vistem o lugar aos sábados e vejam a quantidade de forasteiros a pescar nessa zona desde a mnhã bem cedo!

    ResponderEliminar
  3. não adianta nada continuar a construir "ciclovias" que depois não têm qualquer princípio nem fim, qualquer sinalização e nem sequer identificação...
    Podem estar a construir qualquer coisa... mas não lhe chamem ciclovias!

    ResponderEliminar
  4. Enquanto o corpo técnico for mau, estiver convencido que é excelente e recusar-se a aprender alguma coisa, não há política que nos valha.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Já pouco resta…

Viana do Castelo, 16 de maio de 2022. Já pouco resta do Edifício Jardim, mais conhecido por Prédio Coutinho.

Cortejo académico converte ruas de Viana em palco de festa

O Cortejo Académico do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), marcado pela amizade, alegria e cerveja - mui­ta cerveja - animou hoje várias ruas da cidade. Entre saltos e cantoria, milhares de alunos, a pé ou em carros alegóricos, tornaram o cortejo “molhado”, dando “banhos” de cerveja uns aos outros.

Cartaz da Romaria d’Agonia 2022 com 60 propostas a concurso

Sessenta trabalhos concorrem ao prémio de melhor cartaz da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia de Viana do Castelo de 2022. O vencedor, para além de ver o seu trabalho utilizado para a divulgação pública da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia 2022 a nível Nacional e Internacional, será contemplado com um prémio monetário no valor de 750,00€.  O resultado do concurso vai ser conhecido no dia 26 de maio. A Romaria d’Agonia deste ano vai realizar-se em Viana do Castelo de 17 a 21 de agosto. (Na imagem são mostrados os cinco últimos cartazes vencedores, 2017 a 2021)

Vegetação toma conta do Castelo de Santiago da Barra

Derivado ao interesse histórico e cultural, é urgente que se proceda de imediato à limpeza da vegetação, quer no interior quer na envolvente do Castelo de Santiago da Barra, por forma a dignificar a imagem do monumento e possibilitar o seu usufruto pelos cidadãos de Viana do Castelo e pelos turistas, nacionais e estrangeiros. A vegetação cresce sem qualquer controlo (em alguns sítios chega a alcançar mais de 1 metro de altura), impossibilitando muitas vezes a circulação pelo mesmo. Em julho de 2021, o presidente do Turismo do Porto e Norte disse, em declarações à LUSA, que a reabilitação, por mais de um milhão de euros, do Castelo Santiago da Barra, em Viana do Castelo, onde se encontra instalada a sede da entidade, vai ser candidatada a fundos europeus.  Enquanto esses fundos europeus não chegam para que seja feita essa intervenção mais profunda, era importante que, entretanto, o TPN mandasse efetuar mais vezes o corte da vegetação e limpeza, de modo a evitar o aspeto degradante que a