O amolador à moda antiga andou por Viana

Amolador numa rua de Viana do Castelo

Quem ainda se lembra do amolador que, volta e meia, passava lá pela rua e anunciava a sua presença com o som característico do típico realejo, verdadeiro símbolo e imagem de marca da profissão? Quando se ouvia aquela música era a altura para ir buscar as facas e tesouras para afiar e os guarda-chuvas para reparar.
Mas o amolador prestava outros serviços, era vulgar vê-lo fazer o arranjo de panelas de alumínio (pôr “pingos” nos buracos) e peças de loiça (uniam as peças partidas com arame). Presentemente, praticamente ninguém pede para os restaurar, preferem deitar para o lixo e comprar novos, às vezes até fica mais barato do que mandar arranjar!
Os clientes são cada vez menos, o que faz do amolador itinerante um ofício em vias de extinção.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Enorme máquina giratória vai “triturar” mais de 15 mil toneladas de materiais dos 13 andares do prédio Coutinho

Laboratório do mar com minissubmarino e aquário abriu em Viana do Castelo

Morreu a ''PALMIRINHA''

Passagens de nível que já não existem

Já começou o Natal em Viana