Avançar para o conteúdo principal

Olga Roriz regressa ao Sá de Miranda para apresentar Autópsia


A coreógrafa Olga Roriz regressa ao local onde nasceu – Viana do Castelo – para apresentar o espetáculo de dança Autópsia, que gira em torno da vida e a morte.
O novo espetáculo da coreógrafa vianense foi estreado no passado mês de novembro em Lisboa. O Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo vai receber Autópsia amanhã, 11 de janeiro, pelas 21h30.

Nascida em Viana do Castelo, em 1955, Olga Roriz teve como formação artística na área da dança o curso da Escola de Dança do Teatro Nacional de S. Carlos com Ana Ivanova e o curso da Escola de Dança do Conservatório Nacional de Lisboa. 
De 1976 a 1992 integrou o elenco do Ballet Gulbenkian, onde foi primeira bailarina e coreógrafa principal. 
Em Maio de 1992 assumiu a direção artística da Companhia de Dança de Lisboa. 
Em Fevereiro de 1995 fundou a Companhia Olga Roriz, da qual é diretora e coreógrafa. 
O seu repertório na área da dança, teatro e vídeo é constituído por mais de 100 obras, onde se destacam as peças Treze Gestos de um Corpo, Isolda, Casta Diva, Pedro e Inês, Propriedade Privada, Electra, Pets, A Cidade, A Sagração da Primavera. 
Entre outros prémios nacionais e estrangeiros, foi distinguida com o 1º Prémio do Concurso de Dança de Osaka, Japão (1988), Prémio Almada (2004), Condecoração com a insígnia da Ordem do Infante D. Henrique – Grande Oficial pelo Presidente da República (2004), Prémio da Latinidade (2012), Prémio SPA (2018) para melhor coreografia de 2017 com a peça ‘Síndrome’, e em Dezembro de 2017 foi-lhe atribuído pela Universidade de Aveiro, o Doutoramento Honoris Causa por distinção nas Artes.

Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Projeto alemão de energia eólica offshore previsto para Viana “chumbado” pelo governo

A BayWa, gigante alemã das energias renováveis, tinha apresentado ao governo português um projeto de cerca de 2,5 mil milhões de euros de investimento, na instalação de um parque eólico flutuante com 30 turbinas, com uma capacidade instalada de até 600 megawatts (MW), ao largo de Viana do Castelo (na Zona Piloto onde já se encontram instaladas as três turbinas que constituem o parque eólico offshore WindFloat Atlantic). O Governo diz que o projeto só é viável noutra área marítima dedicada às renováveis, ainda por definir.

Meia Maratona Manuela Machado | Os vencedores

Correu-se hoje, 22 de Janeiro, a 24ª edição da Meia Maratona Manuela Machado, em Viana do Castelo. CLASSIFICAÇÃO FINAL MASCULINOS: Iskander Yadgarov | Russia | 1:04:16.3 Helio Gomes | Sporting Clube De Portugal | 1:04:31.2 Fabio Oliveira | Guilhovai | 1:04:58.1 CLASSIFICAÇÃO FINAL FEMININOS: Solange Jesus | Clube Desportivo Feirense | 1:12:11.5 Susana Godinho | Clube Desportivo Feirense | 1:12:23.8 Carla Martinho | Recreio Desportivo De Agueda | 1:13:07.11

AP DONA ANINHAS: será assim o novo hotel de Viana do Castelo

Vai designar-se AP Dona Aninhas o hotel de quatro estrelas que está prestes a nascer no edifício do antigo hotel Viana Sol, no Largo Vasco da Gama, no centro histórico de Viana do Castelo. Com 64 quartos e suites, esta é a primeira unidade na região Norte de Portugal do grupo AP Hotels & Resorts, de António Parente, natural de Viana do Castelo. Fotos: retiradas do site https://donaaninhas.com

Viana de Outros Tempos

Assim era a Praça da República nos anos 60 do século XX. Espólio de Severino Costa | Arquivo Municipal de Viana do Castelo

Bom dia, Viana do Castelo!

Começar bem a manhã, pela zona ribeirinha.