Avançar para o conteúdo principal

VIANA | Património que já não existe

Antigo Mercado Municipal de Viana do Castelo em oito postais ilustrados.
Funcionou desde 1892 até ao ano de 1965. No ano de 1972 foi posto em hasta pública o lote de terreno ocupado por este Mercado Municipal para construção de edifício, arrematado por 7.510 contos.
Em 30.01.1973 entrou na Câmara Municipal o projeto do edifício que viria a ser conhecido por "Prédio do Coutinho", construído precisamente no local do Antigo Mercado.








Comentários

  1. Notas que fazem parte da história de Viana do Castelo17 março, 2020 14:04

    Publicado em Diário da Republica em 7 de Julho de 1972
    Um edital da Câmara Municipal de Viana do Castelo ( Alienação de terreno do antigo mercado municipal).
    Dr. João do Carmo Correia Botelho ,presidente da Câmara Municipal de Viana Do Castelo torna publico que no dia 27 de Julho próximo , pelas 10 horas na Sala de Reuniões da Câmara, será posto em haste publica um lote de terreno, com a área de 975 m2, a desmembrar do antigo mercado municipal, sito na Praça de Frei Gonçalo Velho ( Em frente ao Jardim marginal), desta cidade, destinado a contrução , de um bloco de prédios de 6 e 8 pisos com ou sem cave.
    A base de licitação para o referido lote é de 7.500.000$00 escudos.
    José da Borja Serafim ( chefe da secretaria da Câmara Municipal de Viana do Castelo)
    Assina João do Carmo Correia Botelho.
    30 de Junho de 1972

    Quem é este João do Carmo Correia Botelho ?
    Licenciado em Direito , foi Administrador da Empresa de Pesca de Viana , agente consular de França em Viana do Castelo, condecorado pelo governo francês com o grau de cavaleiro das Palmas Académicas e com o grau de oficial de mérito. Nasceu em Escalos de Cima a 15 de julho de 1914. Casou na quinta de São Miguel das Encostas em Sassoeiros a 8 de Dezembro de 1944 com Maria Elvira de Jesus Albuquerque d, Orey. Viveu em Viana numa casa em frente à Escola Primário do Carmo.
    Era irmão de António Manuel Correia Botelho morador que foi na Rua Manuel Espregueira na conhecida " Casa dos Agorretas " .

    ResponderEliminar
  2. Exato, vamos falar do que é mesmo importante: para quando a demolição do edifício jardim?
    Ando à procura de casa para a minha família e os valores para arrendamento em Santa Marta ultrapassam o meu vencimento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sim, que vai ser mesmo a demoliçao do dito prédio que vai fazer com que venha morar para o centro da cidade.quando se quer trazer gente para o centro da cidade, a primeira coisa a fazer é acabar com o prédio com mais residentes, para depois o sector privado de compra e reabilitação esfregar as mãos e colocar os ditos imoveis que vc tanto pretende a preços ridiculos, levando por arrasto todas as zonas circundantes.
      mas sempre pode fazer essa pergunta directamente em assembleia municipal ao seu presidente de câmara............
      pode ser que este surto viral sirva para colocar alguns desses especuladores imobiliários no sítio, pois os bancos vão-se ressentir e vão querer retorno de verbas emprestadas e sem pessoas a comprar o que ainda esta no papel, não ha retornos e sem garantias, vem as hipotecas e com as hipotecas, vão-se os andares...............

      Eliminar
  3. Vai fazer queixa ao Primeiro Ministro .

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Escadório de Santa Luzia

A Basílica de Santa Luzia, situada no alto do monte com o mesmo nome, é o monumento mais conhecido e visitado da cidade de Viana do Castelo. Para lá chegar tem três opções: a estrada, o funicular ou o escadório. Quem optar pelo funicular, fará um percurso de 650 metros, vencendo um desnível de 160 metros, numa viagem com duração de aproximadamente 7 minutos. Quem se sentir atraído a ir a pé pelo escadório, terá que subir 659 degraus. Subir esta escadaria não é assim tão difícil, basta ir com calma, parando quando o cansaço aparecer. Veja algumas fotografias do escadório de Santa Luzia.

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Em 2005 era assim...

O Campo d’Agonia / Campo do Castelo num passado não muito remoto. Fotos: Arquivo / Olhar Viana do Castelo

Casa Brasileira a mais antiga confeitaria de Viana do Castelo

A fachada sóbria da “Casa Brasileira”, a mais antiga confeitaria da cidade de Viana do Castelo, “guarda” no seu interior verdadeiras delícias da doçaria tradicional. Fundada por emigrantes no Brasil, que a abriram precisamente no dia 22 de Março de 1902, no edifício onde ainda existe hoje, em pleno centro histórico da cidade, este estabelecimento citadino foi durante muitos anos um ícone dos doces típicos de Viana do Castelo. Mas, como em tudo na vida, esta confeitaria também teve os seus pontos altos e baixos. Os actuais proprietários, Sr. Norberto Martins e D. Maria Graça Ferreira, ex-emigrantes em França, quando em 2004 assumiram a direcção do estabelecimento, encontraram-no com uma deterioração que fazia esquecer os tempos dourados. Aos poucos, foram renovando o espaço e introduzindo nova doçaria de inspiração francesa que, juntamente com a confecção tradicional fez com que o espaço voltasse a ter a fama e a clientela que entretanto tinha perdido. Entre as especialidades serv

Dia de sol em Viana

“A Brasileira”, a confeitaria mais antiga de Viana do Castelo, de portas abertas desde 1902. Rua Sacadura Cabral É sexta-feira!!! Bom fim de semana.