Avançar para o conteúdo principal

Tribunal dá luz verde a despejo e demolição do prédio Coutinho


O Tribunal Central Administrativo Norte negou provimento ao recurso movido pelos últimos moradores do prédio Coutinho, em Viana do Castelo, que contestava uma decisão anterior que deu luz verde à VianaPolis para desalojar, esvaziar e demolir o edifício.
"Os juízes da secção administrativa do Tribunal Central Administrativo Norte, acordam em negar provimento ao presente recurso jurisdicional pelo que mantém a decisão recorrida", lê-se no acórdão datado do dia 17 e hoje consultado pela agência Lusa.
Em causa está uma sentença do Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto de 29 de abril de 2019, que julgou totalmente improcedente a providência cautelar intentada pelos moradores para travar a ação de despejo e demolição e que o Tribunal Central Administrativo Norte vem agora confirmar.
Contactada pela agência Lusa, fonte da VianaPolis disse que "a sociedade tomou conhecimento de mais uma decisão favorável, adiantando estar apenas a aguardar pelo desfecho da providência cautelar que os moradores interpuseram junto do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga, para tomar posse efetiva do que é seu, do que é público".
A contestação à habilitação de herdeiros da mulher de um dos moradores no prédio Coutinho, que morreu durante a tentativa de despejo, em junho de 2019, está a atrasar o desfecho dessa providência cautelar.
A VianaPolis iniciou, em junho do ano passado, o despejo "de seis frações" do edifício , mas os últimos moradores recusaram sair e, em julho, o mesmo tribunal aceitou uma nova providência cautelar que suspendeu os despejos e a desconstrução do edifício.
O edifício Jardim, localmente conhecido como prédio Coutinho, tem desconstrução prevista desde 2000, ao abrigo do programa Polis, mas a batalha judicial iniciada desde então pelos moradores tem vindo a travar o processo.
O projeto, iniciado quando era António Guterres primeiro-ministro e José Sócrates ministro do Ambiente, prevê para o local hoje ocupado pelo prédio, no centro da cidade, a construção do novo mercado municipal.

Notícia da Lusa de 2020.04.30

Pode consultar o acórdão datado de 2020.04.17, AQUI.

Comentários

  1. Ana Moura no dia da inauguração e um mercado gourmet a funcionar às moscas no primeiro ano. Porém uma grande loja dos chineses no segundo ano e seguintes...
    Vai uma aposta?

    ResponderEliminar
  2. Lindo desfecho para uma anedota com 1/4 de século.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Cartaz da Romaria d’Agonia 2022 com 60 propostas a concurso

Sessenta trabalhos concorrem ao prémio de melhor cartaz da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia de Viana do Castelo de 2022. O vencedor, para além de ver o seu trabalho utilizado para a divulgação pública da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia 2022 a nível Nacional e Internacional, será contemplado com um prémio monetário no valor de 750,00€.  O resultado do concurso vai ser conhecido no dia 26 de maio. A Romaria d’Agonia deste ano vai realizar-se em Viana do Castelo de 17 a 21 de agosto. (Na imagem são mostrados os cinco últimos cartazes vencedores, 2017 a 2021)

Já pouco resta…

Viana do Castelo, 16 de maio de 2022. Já pouco resta do Edifício Jardim, mais conhecido por Prédio Coutinho.

Rio Lima foi cenário para canoagem

Num cenário tranquilo, acompanhado pela centenária Ponte Eiffel, as águas calmas do rio Lima, em Viana do Castelo, foram tomadas no passado fim de semana por dezenas de alunos que coloriram o local com as suas canoas, para disputarem mais uma edição dos Campeonatos Nacionais Escolares de Juvenis, do Desporto Escolar, na modalidade de Canoagem. Os mais de 1000 alunos e cerca de 200 professores, participantes nos Campeonatos Nacionais Escolares de Juvenis, do Desporto Escolar, estiveram em Viana do Castelo e Caminha, onde decorreram, de 19 a 22 de maio, as competições nas modalidades de Atletismo, Badminton, Basquetebol, Canoagem, Futsal, Natação, Remo, Surf, Ténis de Mesa, Vela e Voleibol.

Exposição “O Traje à Vianesa - produto certificado”

Pela variedade, beleza, cores e riqueza artística, o traje à “Vianesa” tem características únicas que o tornam inconfundível em qualquer parte do mundo. É esta grande variedade de trajes, cores e ornamentos que constituem a herança de um passado distante e que são a expressão da cultura popular vianense. Toda da a beleza do traje à “Vianesa” pode ser admirada na exposição “Traje à Vianesa – Produto Certificado”, no Museu do Traje da cidade de Viana do Castelo.