Avançar para o conteúdo principal

Viana vai acolher centro pioneiro de energia das ondas


Com um plano de investimento de 16 milhões de euros, a CorPower está a estabelecer um centro de Investigação e Desenvolvimento, Fabrico e Serviços para Conversores de Energia das Ondas em Viana do Castelo.

Está escolhido o local para apoiar o projecto de demonstração emblemático da CorPower, HiWave-5, e para o desenvolvimento a longo prazo da capacidade de fornecimento e serviços dos parques de energia das ondas. Vários factores contribuíram para a eleição de Viana do Castelo para este investimento: um sólido conjunto de engenheiros de sectores adjacentes, tais como eólicas marítimas, fabrico de compósitos e estaleiros navais, universidades de alto nível e infra-estrutura industrial, incluindo portos e ligação à rede, permite um alargamento eficaz das operações na região.

Portugal apresenta ainda um ambiente ideal para o HiWave-5 devido aos activos naturais e à consciência ambiental. O trabalho da CorPower complementa fortemente a Estratégia Industrial Portuguesa para as Energias Renováveis Oceânicas, concebida para criar um cluster de exportação industrial competitivo e inovador para as energias renováveis oceânicas. Recentemente, a operadora de rede REN instalou um novo cabo offshore ao serviço de eólicas flutuantes, e existe um interesse comercial significativo por parte de empresas de serviços públicos e promotores de projectos para o desenvolvimento do projecto de ondas da próxima geração.

«Esta é uma etapa crucial na nossa busca pelo desenvolvimento de uma nova classe de Conversores de Energia das Ondas (WEC - Wave Energy Converters) de alta eficiência», afirma Patrik Möller, CEO da CorPower Ocean. «O objectivo da CorPower é introduzir com sucesso no mercado produtos WEC certificados e com garantia até 2024, tornando a energia das ondas uma tecnologia viável e capaz de atrair financiamento para projectos de fontes renováveis convencionais».

«A energia das ondas pode desempenhar um papel fundamental na transição de Portugal para um país 100% de energia renovável, oferecendo uma plataforma para impulsionar as exportações portuguesas e as oportunidades de investimento a longo prazo para as cadeias de abastecimento locais. O programa HiWave- 5 é reconhecido como sendo um dos esforços mais ambiciosos em energia oceânica. Está previsto que a chegada do HiWave-5 cimente a reputação de Portugal como um líder mundial em energia renovável, com investimentos significativos em pessoal, tecnologia e instalações».

A CorPower e a Autoridade Portuária APDL - Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, S.A. - chegaram a um acordo para desenvolver a instalação de energia oceânica no porto comercial de Viana do Castelo. Proporcionará espaço para o fabrico, montagem e manutenção de conversores de energia das ondas à escala comercial.

«Este projecto está em linha com os objectivos de sustentabilidade europeus e é um passo considerável para a descarbonização e a implementação em grande escala de energia limpa. Pretendemos servir de exemplo para outros portos europeus, no que diz respeito à utilização das infra-estruturas existentes para fins semelhantes», afirmou um porta-voz do Conselho da APDL.

Patrik Möller acrescentou que a CorPower irá igualmente contribuir para o cluster local de tecnologia marinha e as cadeias de valor relacionadas com o mar. «A chegada da CorPower Ocean Portugal Lda. fornece uma base para aumentar as exportações e atrair investimentos internos para a região», afirmou. «Encontram-se planeados cerca de quinze trabalhos de engenharia altamente qualificados para os próximos três anos, abrangendo desenho e fabrico de compósitos, bem como operações mecânicas, eléctricas, de controlo e marítimas». 

Comentários

  1. Vianenses, isto é uma vigarice.
    Aproveito para desejar uma boa semana a todos.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

O Desfile da Mordomia na Romaria d’Agonia

O Desfile da Mordomia é um dos momentos de maior destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Depois de dois anos de ausência daquele número devido à pandemia, na Romaria d’Agonia 2022 é esperado um recorde de participações. Cerca de 800 mordomas (número máximo aceite pela organização) irão estar no desfile que vai decorrer no dia 18 de agosto. Em 2019 participaram no desfile 619 mordomas. O Desfile da Mordomia é considerado a maior montra de trajes e ouro ao ar livre do país. No deste ano, estima-se que o valor total do ouro que as 800 mordomas vão usar (2,5 quilogramas, em média, cada uma), calculado com base no preço atual, atinja os 94 milhões de euros.

0 Bar da Estação

  O BAR DA ESTAÇÃO, um bar com marcas do passado, onde o balcão imponente e decorado com fotografias a recordar as antigas locomotivas a vapor, o elegante móvel encostado a uma parede onde são expostas bebidas e outros artigos, o revestimento do chão e mais fotografias nas paredes, são alguns elementos decorativos do espaço. Um ponto de encontro de pessoas tanto nas partidas, como nas chegadas à estação ferroviária de Viana do Castelo.   O bonito edifício da estação ferroviária de Viana do Castelo foi projetado pelo Eng.º Alfredo Soares. Começou a ser construído em 1878 e concluiu-se 5 anos mais tarde. Foi aberto ao público em 1882 e inaugurado a 25 de março de 1887. Veja imagens do exterior do belo edifício da estação ferroviária de Viana do Castelo, clicando AQUI .

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

Viana do Castelo volta a dedicar Feira de Artesanato aos artesãos do concelho

Várias dezenas de artesãos de Viana do Castelo são esperados na Feira de Artesanato da Romaria da Senhora d’Agonia, que assinala 105 anos da sua primeira edição e que vai realizar-se no Jardim Público da cidade, de 06 a 21 de agosto de 2022. As inscrições arrancam hoje através do site oficial www.festasdagonia.com. De acordo com o regulamento da feira, disponível no site oficial em www.festasdagonia.com, esta volta a realizar-se no Jardim Público, promovida pela VianaFestas e pela Comissão de Festas da Romaria da Senhora d’Agonia. As inscrições dos artesãos, de caráter obrigatório, decorrem de 09 de junho até 03 de julho.    Em 2022, a feira vai decorrer de 06 a 16 de agosto das 16:00 às 23:00, passando de 17 a 21 de agosto a ter lugar das 10:00 às 24:00. A Feira-Exposição de Artesanato das Festas de Nossa Senhora d’Agonia remonta a 1917, quando se realizou a primeira exposição de lavores regionais, chegando aos dias de hoje como um evento âncora da cidade, com dezenas de artesãos. A s

VIANA BATE FORTE | Um Festival gratuito com 16 concertos em 3 palcos

O Festival “Viana Bate Forte” realiza-se em dois dias (13 e 14 de setembro). É a quarta edição dum festival com entrada gratuita, que se apresenta em três palcos diferentes. Palco da República (na Praça da República), o Palco da Liberdade (na Praça da Liberdade) e o Palco da Erva (na Praça da Erva), são os palcos para a edição 2019. Há música para todos os gostos. As atuações começam às 20H30 e estendem-se até às 03H30. Consulte abaixo as atuações, os locais e os horários na íntegra.