Avançar para o conteúdo principal

Praça de Touros vai ser reconvertida por 3,6 milhões de euros


A Câmara de Viana do Castelo aprovou hoje por unanimidade a adjudicação da empreitada de reconversão da antiga praça de touros da cidade em 'campus' desportivo por mais de 3,6 milhões de euros. 

Fonte autárquica adiantou à agência Lusa que a intervenção deverá arrancar no primeiro trimestre de 2021.

Hoje, na apresentação daquele ponto da ordem de trabalhos da reunião ordinária do executivo municipal, o presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa, explicou que a obra foi adjudicada à empresa Baltor, por mais de 3.669.123,10 euros.

O autarca socialista disse ter sido a proposta com valor mais baixo que se apresentou ao concurso publico lançado em janeiro.

José Maria Costa adiantou que foram apresentadas duas reclamações, mas a equipa que avaliou as propostas escolheu a empresa a quem hoje foi adjudicada a empreitada.

Em janeiro, o executivo aprovou por unanimidade a abertura de um segundo concurso público para a reconversão da antiga praça de touros da cidade em 'campus' desportivo, por mais de 4,9 milhões de euros. 

Em abril de 2018, o primeiro concurso público para aquela empreitada, com um valor base de 3,5 milhões de euros, foi anulado, por ter ficado deserto. 

O projeto para a requalificação da praça e das zonas adjacentes tem um prazo de execução de um ano e meio.

A reconversão da antiga praça de touros, desativada desde 2009, ano em que cidade se declarou anti-touradas, está integrada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), candidatado a fundos comunitários do Portugal 2020. 

Em setembro de 2019, o executivo municipal já tinha aprovado, também por unanimidade, a demolição "praticamente integral" da antiga praça de touros por se considerar a "opção técnica e economicamente viável" para a reconversão do imóvel em 'campus' desportivo. 

"Há necessidade de refuncionalização do edifício e quer a geometria, quer o sistema construtivo colocam constrangimentos. Vamos manter a referência memorial do imóvel, mas vamos criar condições para, parcialmente, fazer ajustes demolindo sempre que necessário", explicou, na ocasião, o vereador do Planeamento, Gestão Urbanística, Desenvolvimento Económico, Mobilidade e Coesão Territorial, Luís Nobre. 

A intenção da autarquia passa por transformar a antiga arena, com uma área de 3.800 metros quadrados e cerca de 65 metros de diâmetro, numa estrutura multifunções, que sirva o desporto e os jovens do concelho, apta para a prática de várias modalidades em simultâneo, como ginástica, esgrima, patinagem artística, hóquei em patins e basquetebol. 

A futura "Praça Viana" será gerida pela Escola Desportiva de Viana (EDV), em regime de comodato, dotando a associação de condições adequadas para as inúmeras modalidades e para a formação dos jovens do concelho".

Notícia da LUSA (2020.12.03)

Comentários

  1. Mas afinal a obra é muito semelhante a Arena Luanda em Angola.
    Biana vaidosa estava a preparar se para outro prémio .
    Como é que a entidade que regularmente atribui os prémios vai descalçar a bota.

    ResponderEliminar
  2. Depois de saciados podem gritar: -Viva, viva o nosso Faraó!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

É o fim do Edifício Jardim (Prédio Coutinho)

Hoje, 01 JUL 2022, desaparece definitivamente do Centro Histórico da cidade de Viana do Castelo.

Ponte Eiffel, em Viana, faz 141 anos

Feita em ferro e desenhada no gabinete de Gustave Eiffel, a ponte que liga as duas margens do Lima, entre a cidade de Viana do Castelo e a vila de Darque, foi inaugurada a 30 de junho de 1878, tendo sido construída para substituir a antiga e precária ponte de madeira. A ponte Eiffel de Viana do Castelo foi a primeira ponte rodoferroviária (de dois tabuleiros sobrepostos) construída em Portugal, tem 645 metros de comprimento e dois tabuleiros metálicos, sendo o superior rodoviário, para trânsito automóvel e pedestre, e o inferior ferroviário. (clique na imagem para ver em modo de ecrã inteiro) A Ponte Eiffel de Viana do Castelo (1930/1940)

O Desfile da Mordomia na Romaria d’Agonia

O Desfile da Mordomia é um dos momentos de maior destaque naquela que é considerada a Rainha das Romarias de Portugal. Depois de dois anos de ausência daquele número devido à pandemia, na Romaria d’Agonia 2022 é esperado um recorde de participações. Cerca de 800 mordomas (número máximo aceite pela organização) irão estar no desfile que vai decorrer no dia 18 de agosto. Em 2019 participaram no desfile 619 mordomas. O Desfile da Mordomia é considerado a maior montra de trajes e ouro ao ar livre do país. No deste ano, estima-se que o valor total do ouro que as 800 mordomas vão usar (2,5 quilogramas, em média, cada uma), calculado com base no preço atual, atinja os 94 milhões de euros.

Viana do Castelo com e sem o Edifício Jardim (Prédio Coutinho)

Estas duas imagens não foram manipuladas, são mesmo reais. Já se percebe a mudança na paisagem. Saiu de cena o edifício de 13 andares.