O regresso do Gil Eannes para ser transformado em Museu

Foi há 23 anos, em 31 de janeiro de 1998, que o Gil Eannes regressou a Viana do Castelo, salvo da sucata, para ser recuperado e convertido num Navio Museu.

O navio museu Gil Eannes, está atracado na antiga doca comercial de Viana do Castelo, onde se encontra aberto ao público desde agosto de 1998.

O “Anjo Branco”, como também era conhecido, foi construído nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo em 1955 para, como navio-hospital, prestar assistência médica aos pescadores da frota bacalhoeira portuguesa nos mares da Terra Nova e Gronelândia, atividade a que se dedicou durante cerca de 20 anos. 









Comentários

  1. Terra Nova ( Manuel )31 janeiro, 2021 10:20

    Será que o recheio digo o espólio veio na globalidade?
    Uma vez que o mesmo estava na sucata de Alhos Vedras,as melhores coisas já tinham desaparecido .
    Umas vendidas ,outras desaparecidas e outras até gamadas .
    Como é que foram adquirir o recheio uma vez que todo ele tinha desaparecido ?

    ResponderEliminar
  2. Por vezes há documentos históricos, que não se percebe como vāo parar à mão de particulares ,quando deveriam estar em arquivos da nossa cidade.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Flores embelezam espaço público

World Navigator, construído em Viana

Viana Florida 2021

O antes e o depois

Coroas de flores na Praça assinalam tradição das Maias