Aconteceu neste dia...

A 27 de fevereiro de 2010, o mau tempo que se fez sentir em Viana do Castelo provocou danos em duas tílias (com 25 metros de altura e mais de 100 anos, classificadas como “Árvore de Interesse Público”) existentes no cemitério Municipal, que levaram a Câmara a decidir-se pelo abate, no sentido de proteger as pessoas e bens.

Foi com enorme tristeza que a população da cidade viu desaparecer as tílias que durante muitos anos atraíram admiração pelo seu porte, beleza e idade. 





Comentários

  1. Só com uma diferença .
    Concordo plenamente que a árvore era objecto de risco.
    Só que o abate de árvores é superior ao rejuvenescimento e plantio das mesmas. Nas periferias das aldeias fazem-se cortes e abates sem qualquer controle em terrenos florestais ,designadamente em bouças para dar lugar a barracas , depósitos de materiais e resto de obras.

    ResponderEliminar
  2. Não vão muitos anos, aconteceu na primeira década de 2000, que uma árvore com esse porte das imagens, que se encontrava junto do estacionamento da Escola Superior de Educação de Viana, veio toda abaixo durante um temporal. Para felicidade de todos aconteceu num fim de semana, era dia, caso contrário, se tivesse sido durante a semana, quando o estacionamento está cheio de carros e sempre tem alguém naquela zona, os prejuízos poderiam ter sido outros! A árvore caiu mesmo onde os carros costumam estar, ficando atravessada sobre o estacionamento

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Enorme máquina giratória vai “triturar” mais de 15 mil toneladas de materiais dos 13 andares do prédio Coutinho

Queixa contra desconstrução do prédio Coutinho arquivada pelo MP

Morreu a ''PALMIRINHA''

Laboratório do mar com minissubmarino e aquário abriu em Viana do Castelo