Avariado há meses, o WindFloat Atlantic está finalmente a ser reparado

O WindFloat Atlantic, o primeiro parque eólico flutuante semi-submersível do mundo, instalado a 20 km da costa, ao largo de Viana do Castelo, estava há meses sem produzir energia renovável para a rede nacional devido a uma avaria num cabo elétrico.

As três unidades que compõem o parque eólico começaram em julho de 2020 a injetar na rede elétrica de Portugal a energia produzida pelos seus aerogeradores de 8,4 MW, as maiores turbinas do mundo jamais instaladas numa plataforma flutuante.
Com uma capacidade instalada total de 25 MW, o WindFloat Atlantic irá gerar energia suficiente para abastecer o equivalente a 60 000 utilizadores por ano.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dez anos após naufrágio…

Flores embelezam espaço público

Miradouro de Santa Luzia