Da antiga SOMARTIS nem a chaminé escapou à demolição

O edifício da antiga SOMARTIS já tinha sido totalmente demolido há algumas semanas, sobrando apenas a chaminé como lembrança. Pensou-se que a estrutura ia ser mantida como um memorial, mas nem isso aconteceu. 


Manter a imponente chaminé era legar à história de Viana do Castelo uma marca da existência naquele espaço de uma empresa que foi importante para a cidade.


Fundada nos finais dos anos 60 do século XX, a SOMARTIS chegou a ter uma fábrica de tapetes que foi, entretanto, desativada. Atualmente funcionava apenas como armazém de venda de tapeçaria e artesanato.


Nos terrenos da antiga Somartis vai nascer um empreendimento que inclui um hotel, supermercado e restaurante (ver imagens AQUI).



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Enorme máquina giratória vai “triturar” mais de 15 mil toneladas de materiais dos 13 andares do prédio Coutinho

Queixa contra desconstrução do prédio Coutinho arquivada pelo MP

Morreu a ''PALMIRINHA''

Laboratório do mar com minissubmarino e aquário abriu em Viana do Castelo