Avançar para o conteúdo principal

LEVA-ME QUE EU TE AGASALHO: campanha solidária que vai aquecer quem mais precisa

A iniciativa arranca este sábado, dia 18 de dezembro, a partir das 17 horas, nos claustros da Santa Casa da  Misericórdia, situada na Praça da República, em Viana do Castelo.

Se tem em casa sobretudos, gabardines, casacos, cachecóis, etc...  e já não os usa, deixe-os ficar nos claustros da Santa Casa da  Misericórdia. Quem deles precisar, por outro lado, pode aparecer, durante a noite de sábado e dia de domingo, e levar o que quiser. 

A iniciativa é do Grupo de Voluntariado e Cidadania, e conta com a colaboração da Santa Casa da Misericórdia de Viana do Castelo.

Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Olha que três!

Esta foto tem a particularidade de permitir contemplar um dos mais belos enquadramentos arquitetónicos da cidade. O Chafariz-Estátua de Viana, no seu enfiamento, num plano superior a Capela das Malheiras e no alto do monte de Santa Luzia, o Santuário do Sagrado Coração de Jesus (Templo de Santa Luzia).

Seis pirogas encontradas no rio Lima em Viana do Castelo classificadas "tesouro nacional"

  O Governo aprovou hoje, em Conselho de Ministros, o decreto que classifica, como conjunto de interesse nacional diversos bens móveis arqueológicos náuticos e subaquáticos, sendo-lhes atribuída a designação de "tesouro nacional": as seis pirogas monóxilas provenientes de recolha arqueológica subaquática realizada no rio Lima, em Viana do Castelo; os três astrolábios provenientes de recolha arqueológica subaquática realizada em São Julião da Barra, e os dez canhões provenientes de recolha arqueológica subaquática, realizada na Ponta do Altar. As pirogas monóxilas são embarcações construídas a partir de um único tronco de árvore, neste caso de carvalho. Este conjunto apresenta um interesse arqueológico e patrimonial muito relevante enquanto testemunho notável da navegação em Portugal, e da travessia do Rio Lima em particular, desde a Idade do Ferro até à Baixa Idade Média. A dimensão do conjunto e de cada exemplar (uma delas com quase 7m de comprimento), o seu estado de conser

LIRATOV: O Artista Urbano do Azulejo que ninguém sabe quem é

As dezenas de trabalhos que vai deixando nos mais inesperados locais da cidade de Viana do Castelo e noutras localidades, estão a tornar famoso este artista anónimo. Apesar de manter essa faceta de clandestinidade tem uma página na rede social Instagram ( AQUI ), onde vai partilhando fotografias das suas obras. As fotografias aqui apresentadas, são os últimos trabalhos descobertos recentemente por mim na cidade, executados por LIRATOV, o artista que (quase) ninguém sabe quem ele é.

Viana com programação especial para celebrar o Dia dos Namorados

Em Viana do Castelo, a Câmara Municipal e a Associação Empresarial de Viana do Castelo criaram uma programação especial para celebrar o Dia dos Namorados, que se celebra no dia 14 de fevereiro (terça-feira). Chama-se “Viana é Amor” e junta, entre os dias 11 e 14 de fevereiro, descontos nos hotéis, vouchers para experiências a dois e acesso a museus, passatempos de fotografia, concertos, momentos musicais, brindes e esculturas. Foto: Arquivo / Olhar Viana do Castelo