Avançar para o conteúdo principal

O hotel Viana Sol, em Viana do Castelo, fechado há 16 anos, reabre em fevereiro de 2023



(NOVA VERSÃO PARA ESCLARECER NO SEGUNDO PARÁGRAFO QUE A AUTORIA DA QUESTÃO COLOCADA FOI DA VEREADORA DA CDU, CLÁUDIA MARINHO)

O hotel Viana Sol, em Viana do Castelo, fechado há 16 anos, reabre em fevereiro de 2023, após uma remodelação de 10 milhões de euros como hotel temático e criará 35 postos de trabalho diretos, foi hoje divulgado.

Em declarações aos jornalistas no final da reunião de câmara, onde foi questionado sobre o destino da unidade hoteleira pela vereadora da CDU, Cláudia Marinho, o presidente da autarquia adiantou que a remodelação do interior do edifício e dos seus 64 quatros “será inspirada na cultura vianense, nomeadamente na pesca, na filigrana, nos bordados de Viana e nos Caminhos de Santiago de Compostela, na Galiza”.

“Mais uma vez estamos na presença de um investidor vianense, que adquiriu o hotel e está a iniciar um processo de requalificação para reabrir o hotel temático, que se chamará Dona Aninhas, em fevereiro do próximo ano”, adiantou Luís Nobre.

Para o autarca socialista, trata-se de “uma boa notícia para a dinamização do centro histórico, para aumentar a oferta hoteleira da cidade".

“É importante recebermos investimento, não só dos empresários vianenses, mas também de empresários externos ou até internacionais. Isso demonstra o ambiente de confiança relativamente à dinâmica do concelho e da cidade, num setor muito particular que é o setor da hotelaria”, adiantou.

Luís Nobre referiu ainda que “a rede de hotéis da cidade continua a crescer”, apontando “a conclusão em breve do processo de licenciamento da funcionalização do antigo Pedra Alta, em Serreleis e, em meados de setembro, o reinício da construção da nova unidade hoteleira do grupo B&B Hotels em Viana do Castelo”.

O hotel Dona Aninhas, um investimento do grupo Madre Turismo, que detém unidades hoteleiras no Algarve, está situado no Largo Vasco da Gama, em junto à antiga doca comercial da cidade, onde se encontra atracado o navio-museu Gil Eannes.


Notícia da Lusa, 23 ago 2022

Comentários

  1. Não foi questionado pelo Vereador Eduardo Teixeira mas sim pela Vereadora da CDU, Cláudia Marinho

    ResponderEliminar
  2. Bem ajaos corajosos empresários Viana precisa muito de empresários que queiram envestir na cidade maravilhosa plantada á beira rio e acariciada pelo verde das montanhas.

    ResponderEliminar
  3. Tanto hotel para tão poucos turistas durante 360 dias do ano. São hotéis e supermercados monstruosos em todas as esquinas.

    ResponderEliminar
  4. Espero que mantenham a vertente lúdica e reabram também a discoteca....

    ResponderEliminar
  5. Alguém sabe como proceder para enviar currículo e trabalhar no Hotel para quando for abrir?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não te conheço de lado nenhum mas vou dar-te um conselho: Não percas o teu tempo. Emigra antes que seja tarde demais.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Viana de Outros Tempos

Assim era a Praça da República nos anos 60 do século XX. Espólio de Severino Costa | Arquivo Municipal de Viana do Castelo

Seis pirogas encontradas no rio Lima em Viana do Castelo classificadas "tesouro nacional"

  O Governo aprovou hoje, em Conselho de Ministros, o decreto que classifica, como conjunto de interesse nacional diversos bens móveis arqueológicos náuticos e subaquáticos, sendo-lhes atribuída a designação de "tesouro nacional": as seis pirogas monóxilas provenientes de recolha arqueológica subaquática realizada no rio Lima, em Viana do Castelo; os três astrolábios provenientes de recolha arqueológica subaquática realizada em São Julião da Barra, e os dez canhões provenientes de recolha arqueológica subaquática, realizada na Ponta do Altar. As pirogas monóxilas são embarcações construídas a partir de um único tronco de árvore, neste caso de carvalho. Este conjunto apresenta um interesse arqueológico e patrimonial muito relevante enquanto testemunho notável da navegação em Portugal, e da travessia do Rio Lima em particular, desde a Idade do Ferro até à Baixa Idade Média. A dimensão do conjunto e de cada exemplar (uma delas com quase 7m de comprimento), o seu estado de conser

Bom dia, Viana do Castelo!

Começar bem a manhã, pela zona ribeirinha.

Projeto alemão de energia eólica offshore previsto para Viana “chumbado” pelo governo

A BayWa, gigante alemã das energias renováveis, tinha apresentado ao governo português um projeto de cerca de 2,5 mil milhões de euros de investimento, na instalação de um parque eólico flutuante com 30 turbinas, com uma capacidade instalada de até 600 megawatts (MW), ao largo de Viana do Castelo (na Zona Piloto onde já se encontram instaladas as três turbinas que constituem o parque eólico offshore WindFloat Atlantic). O Governo diz que o projeto só é viável noutra área marítima dedicada às renováveis, ainda por definir.

Carnaval sem desfile tradicional mas com várias iniciativas para celebrar

Em Viana do Castelo, apesar da não realização do tradicional desfile e, para manter o espírito “folião”, o Carnaval vai festejar-se durante cinco dias (17 a 21 de fevereiro) marcados por DJ’s na Praça da República, concurso de máscaras, animação, motivos alegóricos na Praça da República, entre outras iniciativas. PROGRAMA 17 DE FEVEREIRO (sexta-feira) > 10h00 – 13h00 / 14h00 – 20h00 | Viagem de comboio turístico (para crianças) > 11h00 | Dança de Hip-Hop (Ana Coelho) > 10h00 – 13h00 | Dança e construção de fitas de dança criativa 18 DE FEVEREIRO (sábado) > 10h00 – 13h00 / 14h00 – 20h00 | Viagem de comboio turístico (para crianças) > 11h00 | Aula de Dancehall (Eduarda Silva) > 17H30 | 1º Edição da Corrida de Carnaval > 16h00 – 19h00 | Animação infantil (atelier de adereços de carnaval – espadas e varinhas de condão) > 22H00 | Concurso de Máscaras > 22H00 | DJ’s na Praça da República 19 DE FEVEREIRO (domingo) > 10h00 – 13h00 / 14h00 – 20h00 | Viagem de combo