Avançar para o conteúdo principal

Romaria d'Agonia antecipa parte da serenata para hoje com fogo de artifício monumental na cidade


Alguns dos momentos da tradicional Serenata de fogo de artifício no Rio Lima, em Viana do Castelo, prevista para o último dia da Romaria d’Agonia, foram antecipados para este sábado, a partir das 23:30, lançada em conjunto com o chamado “Fogo da Santa”, trinta minutos antes de entrar em vigor a proibição do lançamento de fogo-de-artifício em todo o território continental, devido ao risco de incêndio.

“É importar salvaguardar que vamos juntar o lançamento dos dois fogos de artifício num único evento, para os podermos manter no programa dada esta conjuntura que nos ultrapassa. Mas em termos logísticos não vai ser possível ter a cachoeira de fogo a partir da Ponte Eiffel, com muita pena nossa, embora haja o habitual lançamento do fogo da Serenata no rio”, explica António Cruz.

A alteração, imposta ao abrigo da declaração da situação de alerta pelo Governo, que vai vigorar entre as 00:00 de 21 de agosto (domingo) e as 23:59 de 23 de agosto (terça-feira) de 2022, foi a solução encontrada pela Comissão de Festas para manter no programa da Romaria d’Agonia um dos seus números mais emblemáticos, embora numa versão mais limitada, lançada em conjunto com o fogo-de-artifício que já integrava o programa de sábado, em honra da padroeira, a Senhora d’Agonia.

“É uma situação que ultrapassa a nossa vontade e capacidade de decisão, mas entendemos e estamos solidários com as medidas que são necessárias tomar. Ao antecipar para esta noite uma parte do fogo da Serenata, e apesar dos constrangimentos que naturalmente serão causados a quem nos planeava visitar apenas no domingo, bem como a toda a logística que isto envolve, o resultado será, no entanto, uma única e grande sessão de fogo de artifício”, explicou António Cruz.

O programa da Romaria previa o lançamento, a partir das meia-noite de hoje, do chamado Fogo da Santa ou do Meio, dedicado à padroeira da Romaria d’Agonia (20 de agosto), a partir da zona do Campo do Castelo, enquanto à meia-noite de domingo a festa terminaria com a tradicional Serenata de fogo de artificio, na Ponte Eiffel e no Rio Lima.

Com esta alteração, imposta pela declaração da situação de alerta, a partir das 23:30 vai ser possível assistir a um reforço do fogo de artifício juntando ambos os eventos, embora, como salvaguarda a Comissão de Festas, sem a possibilidade de lançamento da cachoeira de fogo de artifício a partir da ponte.

A esta sessão única e histórica de fogo-de-artifício, lançado de zonas distintas, será possível assistir, nomeadamente, da zona marginal da cidade.

Comentários

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Corte de árvore no Jardim Público

Talvez por se encontrar com problemas, e no sentido de garantir maior segurança aos utentes do Jardim Público Marginal da cidade de Viana do Castelo, está a ser cortada uma árvore de grande porte. Neste que é o espaço verde mais antigo da cidade, datado de 1881, existem mais de 150 árvores, na sua maioria tílias.

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

Escadório de Santa Luzia

A Basílica de Santa Luzia, situada no alto do monte com o mesmo nome, é o monumento mais conhecido e visitado da cidade de Viana do Castelo. Para lá chegar tem três opções: a estrada, o funicular ou o escadório. Quem optar pelo funicular, fará um percurso de 650 metros, vencendo um desnível de 160 metros, numa viagem com duração de aproximadamente 7 minutos. Quem se sentir atraído a ir a pé pelo escadório, terá que subir 659 degraus. Subir esta escadaria não é assim tão difícil, basta ir com calma, parando quando o cansaço aparecer. Veja algumas fotografias do escadório de Santa Luzia.

Quem vai ao mar avia-se em terra

Tripulação do “Santa Luzia no Monte” no porto de pesca de Viana do Castelo, a preparar os covos para uma próxima saída para a faina.