Avançar para o conteúdo principal

Romaria d’Agonia 2023, de 14 a 22 de agosto


A Romaria d’Agonia vai realizar-se em 2023, pela primeira vez, em nove dias de festa, de 14 a 22 de agosto, face à cada vez maior afluência, distribuindo os vários quadros já emblemáticos, e como forma de potenciar a atração turística de Viana do Castelo.

“A festa já se tornou tão grande que justifica mais dias, para podermos dedicar mais atenção aos quadros principais e evitar dias de concentração de vários eventos e até de sobreposição. Espaçando esses quadros será possível dar-lhes mais visibilidade e ao mesmo tempo permitir a quem nos visita poder também usufruir de Viana do Castelo”, explica António Cruz, presidente da Comissão de Festas da Romaria da Senhora d’Agonia.

O arranque da festa em 2023 será dado a 05 de agosto, sábado, pelas 16h00, com a abertura da XXI edição da Exposição/Feira de Artesanato da Romaria d’Agonia. O programa oficial de nove dias começa a 14 de agosto, segunda-feira, com a Praça da Música, na Praça da Liberdade, pelas 22h00.

Nos dias 15 e 16 de agosto os destaques vão, respetivamente para o Festival Folclórico, na Praça da Liberdade, e para a Festa do Traje, no Centro Cultural de Viana do Castelo.

“A festa já antes se vivia, nos dias anteriores e prolongava-se além do calendário oficial. Ao alargamos os dias, estamos criar mais condições de segurança e de comodidade, que são também ajustadas à grandeza que a Romaria alcançou em cerca de 250 anos de história”, justifica António Cruz.

No dia 17 de agosto, quinta-feira, pelas 08h30, acontece a primeira Alvorada na Praça da República, seguindo- se concertos musicais na cidade. Às 11h00 terá lugar a apresentação de cumprimentos ao Executivo Municipal e, pelas 12h00, a primeira revista de gigantones e cabeçudos.

Ainda no mesmo dia, o destaque principal vai para o Desfile da Mordomia pelas ruas de Viana do Castelo, com saída prevista as 16h00 do Palácio dos Cunhas; e à noite, o espetáculo musical com “Sons do Minho”, na Praça da Liberdade, pelas 22h00, e a primeira sessão de fogo-de-artifício, pelas 24h00, no Campo d’Agonia.

No dia 18 de agosto, sexta-feira, estão previstas as habituais alvoradas e revistas de gigantones e cabeçudos, além de concertos musicais na cidade. Da parte da tarde realiza-se a tradicional Procissão Solene com saída do Santuário de Nossa Senhora d’Agonia, pelas 16h00, do Desfile “Vamos para o Festival”, pelas 21h00, seguido do Festival Folclórico no Palco da Praça da Liberdade e à meia-noite nova sessão de fogo-de-artifício no Jardim Marginal.

O dia 19 de agosto, sábado, é marcado, por um dos momentos emblemáticos da Romaria, o Cortejo Histórico- Etnográfico, com saída às 16h00. À noite teremos o desfile de grupos de bombos e cabeçudos na Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, e o espetáculo musical com “Augusto Canário e Amigos”, no Campo da Senhora d’Agonia, às 22h00. Durante a noite inicia-se a confeção dos “Tapetes Floridos” nas ruas da Ribeira, e terá lugar nova sessão de fogo-de-artifício, pelas 24h00, designado por Fogo do Meio ou da Santa, a partir do Campo d’Agonia.
 
O dia 20 de agosto, domingo, dia da padroeira, a manhã é dedicado à visita às ruas da Ribeira para admirar os “Tapetes Floridos”, cuidadosamente preparados durante toda a noite e que serão percorridos durante a tarde no regresso dos andores a terra após a Procissão ao Mar. O dia termina com mais um Festival Folclórico na Praça da Liberdade seguido da tradicional “Serenata” no rio Lima.

A extensão do programa oficial prevê ainda mais atividades no dia 21 de agosto, segunda-feira, e o encerramento oficial da XXI “Exposição/Feira de Artesanato da Romaria d’Agonia” no dia 22 de agosto, terça- feira, pelas 22h00 com um concerto musical.

A devoção à Senhora d'Agonia iniciou-se em 1751, com a entrada da imagem na Capela do Bom Jesus. Em 1783, a Sagrada Congregação dos Ritos concedeu faculdade e licença para todos os anos se celebrar nesta capela, no dia 20 de agosto, uma Missa Solene, data que a cidade de Viana elegeu como Feriado Municipal e que se comemora desde então.

Consulte o programa completo, AQUI.

MAIS VISUALIZADAS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Pedro Abrunhosa enche Centro Cultural de Viana do Castelo

Milhares de pessoas juntaram-se, este sábado, dia 17 de fevereiro, em Viana do Castelo, para assistir ao concerto do cantor português Pedro Abrunhosa, que encheu o CCVC e trouxe mensagens de amor e paz, apelando ao fim dos conflitos no mundo.

Espaço relvado da Marina ganhou mais árvores

A arborização urbana pode não ser tudo, mas é um elemento importante para a ação climática das cidades e para ajudar com o desconforto térmico nos dias mais quentes do ano.  A autarquia vianense, iniciou recentemente a plantação de cerca de 570 árvores em ambiente urbano, privilegiando espécies autóctones como os Carvalhos, Tílias, Choupos, entre outras de cariz mais ornamental.

Andando pela cidade…

No segundo espaço verde mais antigo de Viana do Castelo, o Jardim D. Fernando, datado de 1888, está a ser alvo de intervenção uma das principais atrações deste jardim, a taça/cascata e gaiolão que alberga algumas aves.

Gigantones e cabeçudos vieram em 1893 para ficar na tradição

Remonta ao ano de 1893 a introdução dos gigantones e cabeçudos na Romaria da Senhora d'Agonia, em Viana do Castelo. Este costume foi importado da região espanhola da Galiza.  Como manda a tradição, vai acontecer todos os dias (20, 21, 22 e 23 de agosto) da Romaria da Agonia 2015, por volta das 12H00, na Praça da República, a habitual revista de “Gigantones e Cabeçudos”. Os Gigantones e cabeçudos, acompanhados de Grupos de Bombos e Zés P’reiras, transformam-se no número mais ruidoso das Festas de Viana, contagiando todos quantos a ele assistem.