Solução à vista para os Estaleiros Navais de Viana do Castelo

A solução para viabilizar os Estaleiros Navais de Viana do Castelo está já alinhavada e o futuro poderá passar pela entrada de dois accionistas estrangeiros e pelo aumento da carteira de encomendas por parte da Venezuela. A garantia foi dada pelo presidente do Conselho de Administração da empresa, Jorge Camões, que integra uma missão económica e diplomática à Venezuela e que é chefiada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas.
“Quer em termos de encomendas, quer em termos de parceiros, quer em termos de financiamento a solução está praticamente alinhavada”, afirmou Jorge Camões, que acrescentou que as soluções encontradas para garantir o futuro dos ENVC serão anunciadas em breve. Em termos de parceiros há 3 grandes interessados em integrar parcerias na empresa vianense. Embora não tenham sido reveladas, a Geice sabe que duas das propostas mais relevantes partiram do Brasil e de Timor Leste. Quanto a encomendas, o Ministro da Defesa, Paulo Portas, está a tentar vender à Venezuela a construção de 8 navios destinados a apoiar a prospecção petrolífera no país. Uma encomenda desta envergadura já seria suficiente para garantir a ocupação plena da empresa nos próximos anos. “Se eu puder desbloquear alguns temas que estão pendentes, eu também contribuirei para isso”, garantiu Paulo Portas.

Texto: Rádio Geice (31.10.2011)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

CASA VALENÇA | Estabelecimento comercial fundado em 1839

Câmara de Viana vai acionar garantia de obra para reparar troço de ecovia danificado

Elevador de Santa Luzia a subir e descer o Monte há 98 anos

Nova ponte para Viana contemplada no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)