Avançar para o conteúdo principal

É de Viana. Pavilhão do Atlântico ganha prémio internacional de arquitetura


O Pavilhão do Atlântico de Viana do Castelo venceu o Architecture MasterPrize, na categoria “Architectural Design / Recreational Architecture” (Ver AQUI). O projeto é do gabinete Valdemar Coutinho Arquitectos, de Viana do Castelo. Encomendado pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, foi inaugurado no passado dia 25 de setembro e custou 1.345.777,63€.
O Architecture MasterPrize, um dos mais abrangentes prémios de arquitetura do mundo, anunciou os vencedores deste ano: os projetos arquitetónicos mais inovadores, criativos e inspiradores de todo o mundo. Os vencedores foram selecionados entre mais de mil inscrições de 68 países nas 41 categorias nas disciplinas de arquitetura, design de interiores e arquitetura paisagística.

Conheça os vencedores em todas as categorias AQUI

CARATERISTICAS DO PAVILHÃO DO ATLÂNTICO  
A superfície de prática desportiva é de 650 m2 (essencialmente para jogar voleibol e basquetebol) com um pé-direito de 7,50m, com 4 blocos independentes de Vestiários/Balneários, 2 blocos para os atletas, cada um com capacidade para 15 a 20 praticantes e os outros 2 para os treinadores/árbitros.
Na união dos dois corpos desenvolve-se a entrada principal, podendo aí permanecer mais de 50/80 pessoas até alcançarem os lugares sentados. Nesta rótula de união em torno da entrada, foram dimensionados uma Receção, um Posto de Vigilância, uma Cafetaria que funciona pontualmente em função da necessidade, Áreas de Apoio Técnicas, Instalações Sanitárias do Público masculino, feminino e de mobilidade reduzida.  
O pavilhão volumetricamente, em termos gerais, é composto por 2 corpos paralelepípedos (corpo nascente e poente), implantados perpendicularmente entre eles, formando no seu todo um volume único de linhas dinâmicas e sóbrias. O edifício apresenta predominantemente dois materiais de acabamento, o betão aparente e uma placagem de pedra grampeada cinza-azulada.  
A tonalidade geral do edifício é um cinzento, que nos faz lembrar um belo mar cinzento de igual modo no hall de entrada temos vários painéis de azulejo em relevo cinza, alusivos aos crustáceos e algas das praias de Viana do Castelo, executado pelo artista plástico Mário Rocha. 

Comentários

  1. Quem atribuiu o premio nao percebe as dinâmicas que um edifício desta natureza implica...

    E a chover dentro? Também há prémio para as azelhices de construção?

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Olha que três!

Esta foto tem a particularidade de permitir contemplar um dos mais belos enquadramentos arquitetónicos da cidade. O Chafariz-Estátua de Viana, no seu enfiamento, num plano superior a Capela das Malheiras e no alto do monte de Santa Luzia, o Santuário do Sagrado Coração de Jesus (Templo de Santa Luzia).

LIRATOV: O Artista Urbano do Azulejo que ninguém sabe quem é

As dezenas de trabalhos que vai deixando nos mais inesperados locais da cidade de Viana do Castelo e noutras localidades, estão a tornar famoso este artista anónimo. Apesar de manter essa faceta de clandestinidade tem uma página na rede social Instagram ( AQUI ), onde vai partilhando fotografias das suas obras. As fotografias aqui apresentadas, são os últimos trabalhos descobertos recentemente por mim na cidade, executados por LIRATOV, o artista que (quase) ninguém sabe quem ele é.

Andando por aí...

Bom dia, Viana do Castelo!

Embarcações de pesca e de turismo lado a lado, com o sempre presente navio-museu Gil Eannes, na antiga doca comercial de Viana do Castelo.