Avançar para o conteúdo principal

Trajes e ouro, os símbolos da cidade, no Desfile da Mordomia

Realizou-se hoje, sexta-feira, um dos números mais emblemáticos da Romaria da Agonia, o Desfile da Mordomia, que percorreu as principais ruas de Viana do Castelo. Esta é mais uma oportunidade de mostrar aos Vianenses e aos muitos visitantes, a beleza dos Trajes Típicos Regionais de Viana do Castelo, uns mais garridos ou sóbrios, de festa, de noiva, de mordoma...
A novidade deste desfile foi a participação da artista plástica Joana Vasconcelos, este ano presidente da Comissão de Honra das festas, que envergou um traje confeccionado propositadamente por uma artesã local.


















Comentários

  1. Pessoas dignas de um louvor ! !23 agosto, 2014 10:05

    Porque razão o nome da artesã não aparece !
    Porque o fato não foi confeccionado na totalidade pela mesma.
    Há uma costureira que confecciona as peças de vestuário.
    Há uma bordadeira que borda ou aplica o vidrilho.
    Há uma bordadeira que borda a camisa a ponto a cheio.
    Há uma bordadeira que borda o lenço a Ponto de Cruz.
    Há uma especialista que faz as pregas nos ombros.
    Há uma rendilheira que faz as meias rendadas ( Coroché)
    Há um sapateiro que faz as chinelas.
    Há um artifice que faz as peças de ouro.
    Todos estes profissionais, artistas ,ou artesãos , num todo completam a obra final o chamado Fato de Mordoma.
    Todos eles tem o seu mérito !

    ResponderEliminar
  2. Mérito a uma artista .26 agosto, 2014 22:12

    Por mero lapso , não foi mencionado a artista que elaborou a vela .
    Peço desculpa e faço a correção devida!

    ResponderEliminar
  3. A respeito do fato de Mordoma temos de considerar que28 agosto, 2014 00:56

    Naturalmente as coisas não são bem como se contam.
    Todas as pessoas mencionadas são artistas ,criam obras de arte. Todos eles elaboram uma peça que no conjunto vão dar a obra final. O Fato de Mordoma referenciado não foi executado na totalidade por uma artesã mas sim por um conjunto de pessoas.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais visualizadas nos últimos 7 dias

Trajes tradicionais do concelho de Viana

O Traje de Lavradeira, o Traje de Mordoma, o Traje de Noiva, o Traje de Meia Senhora, Traje de Dó, Traje de Domingar, Traje de Feirar, Traje de Trabalho… são principalmente usados nas diversas festas e romarias que se realizam ao longo do ano, por todo o concelho. É o momento escolhido para se trazer o passado ao presente, vestindo um destes trajes tradicionais.  É durante a realização da Romaria da Senhora d’Agonia que se concentra um maior número de trajes, nomeadamente no Desfile da Mordomia, Cortejo Etnográfico e na Festa do Traje, ocasião para se admirar a beleza e riqueza de todos os detalhes dos tradicionais e coloridos trajes das diferentes freguesias do concelho de Viana do Castelo.  Estes são alguns dos trajes que tive oportunidade de contemplar, durante o Cortejo Histórico-Etnográfico e Desfile de Mordomia das Festas de Viana do Castelo deste ano.

Corte de árvore no Jardim Público

Talvez por se encontrar com problemas, e no sentido de garantir maior segurança aos utentes do Jardim Público Marginal da cidade de Viana do Castelo, está a ser cortada uma árvore de grande porte. Neste que é o espaço verde mais antigo da cidade, datado de 1881, existem mais de 150 árvores, na sua maioria tílias.

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Um extenso campo de girassóis pinta de amarelo a paisagem na Veiga de Carreço (Viana do Castelo), junto à estrada Nacional 13. Para quem passa por ali é difícil ficar indiferente à imensidão de flores que encanta qualquer um. A beleza é tanta que não falta quem pare por alguns minutos para observar os girassóis e aproveite a paisagem como cenário para tirar algumas fotografias.

Escadório de Santa Luzia

A Basílica de Santa Luzia, situada no alto do monte com o mesmo nome, é o monumento mais conhecido e visitado da cidade de Viana do Castelo. Para lá chegar tem três opções: a estrada, o funicular ou o escadório. Quem optar pelo funicular, fará um percurso de 650 metros, vencendo um desnível de 160 metros, numa viagem com duração de aproximadamente 7 minutos. Quem se sentir atraído a ir a pé pelo escadório, terá que subir 659 degraus. Subir esta escadaria não é assim tão difícil, basta ir com calma, parando quando o cansaço aparecer. Veja algumas fotografias do escadório de Santa Luzia.

Quem vai ao mar avia-se em terra

Tripulação do “Santa Luzia no Monte” no porto de pesca de Viana do Castelo, a preparar os covos para uma próxima saída para a faina.